Ao Vivo Água Boa - MT (99,7 FM)

- Programa: Interativa Playlist
Locutor: -

Ouça Agora!

(66) 99652-7007

Ao Vivo Querência - MT (97,9 FM)

Nenhum Programa está ao vivo agora

Agronegócio

Soja em NX: colheita chega a 95%

Atualizada dia 09 abril

 

NOVA XAVANTINA – A safra da soja está chegando na reta final. A informação é do produtor rural Endrigo Dalcin.

Ele disse que 95% das áreas estão colhidas. Foram plantados 65 mil hectares com soja, mas as lavouras sofreram com o déficit hídrico desde a semeadura e durante boa parte do desenvolvimento das plantas.

No momento da colheita, foram as chuvas que atrapalharam. Por isso, na reta final da colheita, a produtividade média está caindo para 48 a 49 sacas por hectare.

Dalcin destacou que o milho safrinha plantado fora da janela ideal também sofre e necessidade de chuvas em abril e maio para ter boa rentabilidade.

Cerca de 10 mil hectares foram plantados com milho. O mesmo ocorre com o gergelim que ocupa cerca de 8 mil hectares.

 

=======================

Atualizada 29 março

 

NOVA XAVANTINA – A colheita da soja chegou a 70% das áreas plantadas em Nova Xavantina.

Dos 65 mil hectares, a colheita ocorreu em cerca de 45 mil hectares. Os trabalhos estão atrasados por conta das chuvas das últimas semanas.

A produtividade média está se mantendo em 53 sacas de soja por hectare. A informação é do produtor rural Endrigo Dalcin.

Com a colheita da soja também vieram os trabalhos de semeadura de milho safrinha. Foram plantados cerca de 10 mil hectares com milho, porém, 90% da semeadura fora da janela ideal, o que aumenta o risco aos produtores.

O gergelim deve ocupar cerca de 8 mil hectares.

 

 

========================

Atualizada 15 março-

 

NOVA XAVANTINA – Cerca de 35% das lavouras de soja já foram colhidas em Nova Xavantina.

Significa que as colheitadeiras já passaram em 23 mil dos 65 mil hectares ocupados com a oleaginosa. A informação é de Endrigo Dalcin.

Ele relata que tem pouca soja avariada. Porém, a umidade ficava entre 20% e 25%, o que provocada longas filas de carretas para descarregamento nos armazéns graneleiros.

A produtividade média está se mantendo em 52 sacas de soja por hectare, devido à forte influência climática em todo ciclo.

 

========================

Atualizada dia 08 mar

 

NOVA XAVANTINA – As chuvas seguem atrapalhando a colheita da soja em Nova Xavantina.safra 1

Cerca de 25% das áreas já foram colhidas, mas o ritmo é lento por causa da interferência climática. A informação é do produtor rural Endrigo Dalcin.

Dos 65 mil hectares com soja, a colheita ocorreu em 17 mil hectares. As lavouras começam a chegar no limite de apresentar prejuízos por conta de grãos avariados.

Devido ao atraso na colheita, o plantio de milho também está atrasado e a semeadura do gergelim ainda não começou.

 

=========================


Atualizada 28 fev 

 

NOVA XAVANTINA - A colheita da soja avança lentamente em Nova Xavantina.

A informação é do produtor rural Endrigo Dalcin. Ele disse que somente 10% da área estão colhidos.

Dos 65 mil hectares, as colheitadeiras conseguiram passarem em cerca de 6.500 hectares. O plantio foi tardio levando à safra tardia.

A produtividade inicial gira em torno de 53 sacas de soja por hectare. A chuva está atrapalhando os trabalhos de colheita nos últimos 5 dias.

Enquanto isso os produtores já estão de olho no plantio do milho safrinha. Nesse ciclo, houve queda na estimativa da área plantada com o cereal, de 11.500 para apenas 9 mil hectares.

A culpa é principalmente do atraso da cultura da soja. Outros 8 mil hectares deverão ser ocupados com gergelim em Nova Xavantina.


========================= 


Atualizada dia 04 fev 21 

 

sojaNOVA XAVANTINA – Produtores rurais começaram a dessecar as lavouras de soja prevendo o início da colheita em Nova Xavantina.

A informação é de Endrigo Dalcin. Porém, algumas lavouras não recebem chuvas há uma semana, o que prejudica a cultura em fase de enchimento de grãos.

O forte da colheita será a partir do dia 15 de fevereiro. Somente algumas áreas de pivô foram colhidas em Nova Xavantina, cerca de 400 hectares. Nessas áreas, a produtividade chegou a 75 sacas de soja por hectare.

Porém, nas demais áreas os produtores esperam queda sensível na produtividade.

 

=========================== 

Atualizada dia 19 jan 2021

 

NOVA XAVANTINA - As lavouras de soja estão em pleno desenvolvimento depois que as chuvas melhoraram na região.

Mesmo com o plantio atrasado atípico, não houve registro de ataque de pragas, a não ser por uma pequena incidência de torrãozinho, principalmente em solo seco. A informação é do sindicalista Endrigo Dalcin.

A colheita da soja começa hoje em Nova Xavantina, em uma área de pivô. A perspectiva é de chegar a 70 sacas por hectare nas áreas de pivô. O sindicalista ressaltou, porém, que a área de sequeiro deve começar a safra somente em fevereiro.

Dalcin entende que é muito cedo para uma estimativa de produtividade, por conta dos fatores climáticos adversos.

 

=========================== 

Atualizada dia 11 jan 2021

 

NOVA XAVANTINA – As lavouras de soja estão em pleno desenvolvimento no município de Nova Xavantina, porém, a semeadura foi tardia, por falta de chuvas em novembro.

A informação é do presidente do Sindicato Rural. Endrigo Dalcin ressaltou que de 8% a 10% das lavouras tiveram se receber replantio, devido ao déficit hídrico.

Foram semeados cerca de 65 mil hectares com soja. A soja foi semeada até 31 de dezembro, em um ano bem complicado para a agricultura. Com isso, o milho safrinha deve sofrer redução de área.

Dalcin acredita que serão semeados cerca de 8 mil hectares com milho. Já o gergelim também deverá ocupar cerca de 8 mil hectares na safrinha em Nova Xavantina. O restante da área deverá ser ocupada com milheto.

 

======================= 

Atualizada dia 25 nov

 

semeadura bNOVA XAVANTINA – Produtores rurais já plantaram cerca de 70% das lavouras com soja.

Dos 65 mil hectares estimados, 45 mil estão semeados. A informação é do presidente do Sindicato Rural.

Endrigo Dalcin disse que as chuvas continuam irregulares, o que prejudica inclusive a soja já semeada.

Alguns talhões de lavouras em diversas propriedades exigiram replantio. Já em outras fazendas a semeadura já foi encerrada.

As previsões indicam ainda que boas chuvas devem ocorrer somente no dia 5 de dezembro.

Dalcin entende que esse é um dos piores períodos de plantio da soja, já que a safra será menor em fevereiro.

O sindicalista entende que a soja ofertada em fevereiro será bem menor por conta do atraso na semeadura.

 

======================= 

Atualizada dia 17 nov 

 

NOVA XAVANTINA – A semeadura da soja avançou nos últimos dias em Nova Xavantina.
Cerca de 50% das áreas foram plantadas, segundo Endrigo Dalcin, presidente do Sindicato Rural.
Mostra que dos 65 mil hectares, pelo menos 33 mil hectares já receberam as sementes.
Vários talhões de lavouras foram replantados, por causa do déficit hídrico após a semeadura.
As chuvas retornaram mesmo no final de semana, o que acelerou o trabalho das plantadeiras. Por enquanto, os produtores não registram ataques de pragas.

 

=========================== 

Atualizada dia 09 nov 2020

 

NOVA XAVANTINA – A semeadura da soja parou nos últimos dias em Nova Xavantina.
A informação é do presidente do Sindicato Rural. Segundo Endrigo Dalcin, está faltando chuva nas regiões de lavouras no município.
Dos 65 mil hectares que devem ser plantados com soja, 30% já foram semeados, ou seja, cerca de 20 mil hectares.
Infelizmente, o déficit hídrico impediu a aceleração dos trabalhos das plantadeiras.
As lavouras já plantadas também precisam de chuva até quarta-feira, para evitar prejuízos na germinação e desenvolvimento das plantas.

 

============================ 

Atualizada dia 04 nov 2020

 

NOVA XAVANTINA – A semeadura da soja prossegue em ritmo acelerado. dalcin a

Segundo o presidente do Sindicato Rural, Endrigo Dalcin, dos 65 mil hectares previstos para a oleaginosa, cerca de 30% estão plantados.

Significa que as plantadeiras já passaram em cerca de 20 mil hectares. A germinação está a contento.

Dalcin também relatou que as chuvas foram irregulares. Em algumas lavouras, não foram registrados 10mm até ontem.

Já em outros locais, as chuvas foram acima dos 20 milímetros, permitindo o começo do plantio da soja.

A Estação Meteorológica do Inmet instalada em Nova Xavantina (perímetro urbano) mediu o total de 102mm de precipitações em outubro, chegando a 41mm agora em novembro.

 

=========================== 

Atualizada 26 out

 

semeaduraNOVA XAVANTINA – Cerca de 5% das áreas estão semeadas com soja em Nova Xavantina.

A informação é do presidente do Sindicato Rural. Endrigo Dalcin disse que 3.250 hectares foram semeados de um total estimado de 65 mil hectares que devem ser ocupados com a oleaginosa.

Os trabalhos seguem atrasados em virtude da falta de chuvas. Segundo Dalcin, as chuvas são esparsas e não beneficiaram todas as lavouras nas regiões produtoras do município.

 

=========================== 

Atualizada 19 out

  

NOVA XAVANTINA – Foram registradas chuvas fracas nas últimas horas em algumas regiões de Nova Xavantina.

A informação é do presidente do Sindicato Rural. Endrigo Dalcin disse que alguns produtores começaram a plantar as sementes no pó, mas em ritmo lento.

Todos estão aguardando o ciclo das chuvas para acelerar a semeadura. A expectativa é de que tenham sido plantados pouco mais de mil hectares de uma área total estimada em 65 mil hectares.

 

=========================== 

Publicado em out

endrigo dalcinNOVA XAVANTINA – As chuvas foram fracas em Nova Xavantina, menos de 10mm até agora. A informação é do presidente do Sindicato Rural.

Endrigo Dalcin disse que ainda não há umidade no solo, e por isso, os produtores aguardam mais chuvas para mobilizar as máquinas. A semeadura da próxima safra de soja deve começar somente após regularizar o ciclo das chuvas.

Dalcin disse que a previsão é de que boas chuvas sejam registradas somente a partir de 7 ou 10 de outubro. Ele afirmou que o custo de produção é alto tendo em vista a alta do dólar. Por isso, o agricultor não tem chance de errar no plantio, para não pagar o preço.

Citou que os aumentos de preços ocorreram nos insumos, manutenção de máquinas, combustíveis, peças, e as máquinas agrícolas. Os preços internacionais da soja não estão tão altos, apesar dos aumentos em Chicago/EUA.

Ele acredita que ficar se baseando somente no câmbio do dólar/real não é certeza de lucro na lavoura. Em Nova Xavantina, a saca da soja foi vendida em torno de R$ 80,00 a R$ 85,00 em média.

Cerca de 60% da próxima safra de soja já foi comercializada antecipadamente pelos produtores rurais de Nova Xavantina. O restante da safra ficará na mão do produtor tentando ganhar alguma janela de preços maior, para que haja pequena sobre ao final da safra.

Em Nova Xavantina devem ser plantados cerca de 65 mil hectares com soja, sem expectativa de aumento de área, por enquanto. Ele observou que os produtores esbarraram nesse ano, na questão do calcário, pelo aumento da demanda para reposição em áreas degradadas.

Por isso, segundo Dalcin, com o aumento da tecnologia, a tendência é de bons resultados na produtividade da oleaginosa.

Veja mais notícias: