• Anuncie
  • Brasil Escolar

0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 16 MAIO 2019

 

BARRA DO GARÇAS - A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) de Mato Grosso (SR-DNIT/MT) aprovou dia 14/05 o projeto executivo de engenharia dos serviços de drenagem urbana previstos no Contorno Rodoviário de Barra do Garças. Agora, o empreendimento, situado na rodovia federal BR-070/MT, segue para a etapa de licitação de obras. 

Com a expansão urbana de Barra do Garças, a complexidade do projeto do Contorno Rodoviário aumentou. Obras de drenagem rodoviária precisaram ser substituídas por drenagem urbana, de maior vulto, fazendo com que o projeto precisasse ser alterado.

“A execução das obras de drenagem é essencial para o desenvolvimento do empreendimento. Somente com sua conclusão será possível executar a pavimentação da rodovia no perímetro de Barra do Garças”, informa o superintende regional do DNIT em Mato Grosso, Orlando Fanaia Machado.

O Contorno Rodoviário de Barra do Garças é um dos empreendimentos logísticos mais importantes da região Leste de Mato Grosso, porque interliga as rodovias federais BR-070/MT, BR-158/MT e a rodovia estadual MT-100, na divisa de Mato Grosso com Goiás. No total, o trecho soma cerca de 16 km, dos quais 10 km estão em território mato-grossense e 6 km no estado vizinho.

Um dos pontos positivos do empreendimento é que o tráfego mais intenso de veículos pesados será retirado do perímetro urbano não apenas de Barra do Garças, mas também de Pontal do Araguaia e Aragarças (em Goiás). A obra tem garantida a aplicação orçamentária de R$ 20 milhões neste ano. No ano passado, foram investidos R$ 35 milhões, o que permitiu a conclusão das duas pontes sobre os rios Araguaia e Garças, que eram os itens até então mais complexos do empreendimento.

A importância da BR-070/MT se deve, principalmente, ao potencial de crescimento econômico do Leste mato-grossense, cujos municípios mais antigos foram impulsionados pela pecuária. Nos últimos cinco anos, a entrada da cultura da soja em propriedades rurais já existentes, em integração com a pecuária, sinaliza um novo salto de crescimento econômico no estado. Projeções do Instituto Mato-grossense de Economia Agrícola (Imea) apontam que a soja tende a se tornar a principal atividade agrícola em 3 milhões de hectares que vinham sendo utilizados prioritariamente como área para pastagens. (Ascom)

 

================================= 

Publicado em janeiro 2019

 

BARRA DO GARÇAS – O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) deve entregar, até março, a primeira das duas pontes de concreto que estão sendo construídas em Barra do Garças. 

A previsão é confirmada pelo superintendente regional de MT, Orlando Fanaia Machado. Em fase final de implantação da superestrutura de concreto, a ponte sobre o rio Garças tem 168 metros e faz parte do projeto de construção do anel viário de Barra do Garças.

Com 9,9 km de extensão, o anel viário vai ligar as rodovias federais BR-070 e 158, retirando do centro da cidade o tráfego de caminhões.

As obras orçadas em R$ 80 milhões estão sendo realizadas pelo Dnit. Além da ponte sobre o rio Garças, o Dnit também deve concluir, até junho, as obras da ponte de 241 metros sobre o rio Araguaia, na divisa entre Mato Grosso e Goiás.

O anel viário é considerado uma das mais importantes obras de infraestrutura da região e está incluída no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). (Fonte/foto- DNIT/MT)