• Anuncie
  • Brasil Escolar
0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 18 FEV 2020

 

ÁGUA BOA – A colheita da soja no município chegou a 30% da área total, com produtividade de 60 sacas por hectare.pedro loureiro

Os produtores prosseguem com os trabalhos de colheita com cerca de 30% das áreas já colhidas. A informação é do engenheiro agrônomo Pedro Loureiro. No atual ciclo foram semeados na microrregião de Água Boa, 213 mil hectares com soja.

Significa que 64 mil hectares já foram colhidos. mA colheita foi lenta na semana passada, por conta das fortes chuvas. A produtividade está em torno de 60 sacas por hectare, um pouco abaixo da expectativa, devido a problemas pontuais em algumas cultivares com menor resistência a chuva.

Em alguns dias, houve colheita de grãos com alto teor de umidade e em alguns casos, foram registradas perdas por grãos avariados.

Já o milho safrinha avançou para 50% da área semeada, pois as chuvas também prejudicaram a semeadura. Estima-se que sejam plantados 25 mil, hectares com milho.

Já a cultura do gergelim também está sendo semeada, com expectativa de 30 mil hectares. 25% da área já está semeada.

Já as lavouras de arroz estão com bom aspecto geral. A colheita de arroz deve começar no dia 15 de março.

 

===================================== 

ATUALIZADA DIA 13 FEV 2020

 

claudio pretto ÁGUA BOA - Apesar das constantes chuvas dos últimos dias, os produtores rurais de Água Boa não registraram perdas nas lavouras em função do clima.

A declaração partiu do assessor de imprensa da Associação dos Engenheiros Agrônomos. Claudio Sergio Pretto ressaltou porém, que algumas cargas de soja tiveram desconto maior por conta da grande umidade no momento da entrega do produto nos armazéns.

Mesmo assim, os dados são insignificantes e sequer mexerão com os índices finais da colheita. Por alguns dias, a colheita da soja ficou parada ou bastante prejudicada no interior.

Algumas regiões do município receberam mais chuvas do que outras. O agrônomo informou ainda que a partir do dia 22 de fevereiro, as chuvas diminuirão na região Araguaia, beneficiando enormemente a colheita da soja.

 

============================= 

 

ATUALIZADA DIA 07 FEV 2020

 

diegoÁGUA BOA – A área colhida com soja na microrregião de Água Boa está em 10%. A informação é do engenheiro agrônomo Diego Kampff, a partir de levantamento feito pela Associação dos Agrônomos no município.

Significa que dos 213 mil hectares semeados com a oleaginosa, 21.300 hectares já foram colhidos. Kampff ressaltou que a produtividade inicial segue na faixa das 60 sacas de soja por hectare.

Já o arroz segue em fase de emborrachamento e floração e bom aspecto geral. Foram plantados cerca de 2.300 hectares com o cereal.

Enquanto isso, as lavouras de milho safrinha já receberam as sementes. Cerca de 15% da área estimada está plantada. Diego destaca que o último levantamento de intenção de plantio aponta que serão plantados 25 mil hectares com milho na safrinha.

Significa que 3.750 hectares já receberam o trabalho das plantadeiras com milho.

 

================================== 

 

ATUALIZADA DIA 30 JAN 2020

 

daniel calixtoÁGUA BOA – A safra de soja já alcançou 4% da área plantada que foi de 213 mil hectares na região de abrangência de Água Boa. A informação é do agrônomo Daniel Calixto.

Integram essa área, lavouras plantadas no distrito de São José do Couto, Campinápolis, e Nova Nazaré, que dependem da infraestrutura de Água Boa. Significa que as máquinas já passaram em mais de 8 mil hectares plantados com soja.

Segundo a Associação dos Agrônomos, a produtividade inicial está acima de 60 sacas por hectare, com algumas lavouras apresentando até 68 sacas. Nos últimos dias, a colheita diminuiu o ritmo por causa das chuvas, mas não há registro de perdas.

Foram semeados 181.700 hectares em Água Boa, 16.800ha em Nova Nazaré, mais 15.400 hectares na região do Couto Magalhães, município de Campinápolis.

A semeadura do milho safrinha já começou no município. A estimativa dos agrônomos é de que sejam semeados 25 mil hectares com milho. Já o plantio do gergelim iniciará mais tarde, para o qual os produtores devem destinar cerca de 30 mil hectares.

 

====================================== 

 

ATUALIZADA DIA 21 JAN 2019

 

ÁGUA BOA – As lavouras de soja do município seguem seu ciclo com normalidade.moises marca de lima

As ocorrências de pragas são devidamente controladas pelos produtores com aplicações preventivas para controle de doenças fúngicas. O controle é feito de acordo com a programação recomendada pelos agrônomos assistentes técnicos das lavouras.

O agrônomo Moises Marca de Lima ressaltou que as lavouras apresentam bom potencial, pois as chuvas foram satisfatórias. A ressalva é a praga da mosca branca que nesse ciclo se instalou nas lavouras com mais força. Seu controle é bem mais difícil.

O produtor rural deve tentar aplicar os melhores produtos para sua eliminação. A mosca branca pode causar prejuízos de uma até 10 sacas por hectare, dependendo da infestação.

A colheita da primeiras áreas com soja está iniciando pelas fazendas Brasil Central e Xororó. A previsão inicial é de que a produtividade pode alcançar 60 sacas de soja por hectare.

Já as lavouras de arroz também estão com bom desenvolvimento vegetativo. O potencial produtivo do arroz também deverá ser bom para os produtores rurais. No atual ciclo, foram plantados pouco mais de 2.300 hectares com arroz.

A Associação dos Agrônomos estima que para a safrinha, sejam plantados cerca de 25 mil hectares com milho e outros 30 mil hectares com gergelim.

 

=================================================== 

 

Publicado em 31 dez 2019

joselourencoagronomoÁGUA BOA – As lavouras de soja apresentam bom desenvolvimento no município. A informação é da Associação dos Engenheiros Agrônomos.

Os sojicultores plantaram cerca de 213 mil hectares na região de abrangência de Água Boa. Foram semeados 181.700 hectares em Água Boa, 16.800ha em Nova Nazaré, mais 15.400 hectares na região do Couto Magalhães, município de Campinápolis.

As condições de desenvolvimento das lavouras são excelentes. As pragas estão sendo devidamente controladas por meio de aplicações de defensivos de modo preventivo e regular.

O Engenheiro Agrônomo José Lourenço, da Associação dos Agronômos de Água Boa informou a ocorrência de chuvas em torno de 130 a 250 milímetros nas regiões produtoras de soja no município. Segundo os técnicos, esse montante é suficiente para o desenvolvimento da safra de verão.

Não há intercorrências que afetem a soja. Já a cultura de arroz ocupa apenas 2.360 hectares com arroz em Água Boa e outros 620ha em Nova Nazaré.