• Anuncie
  • Brasil Escolar
0
0
0
s2sdefault

BRASÍLIA - A bandeira tarifária da conta de energia elétrica será cor verde durante o mês de fevereiro, ou seja, sem custo para os consumidores, de acordo com aviso da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). A agência explica que a mudança se deve à previsão mais positiva de chuvas nas regiões onde estão os principais reservatórios de hidrelétricas do SIN (Sistema Interligado Nacional). Segundo a Aneel, a expectativa é de que ocorra recuperação mais intensa do armazenamento ao longo do segundo mês de 2020. Essa condição favorável resulta no aumento da produção das hidrelétricas e diminui a necessidade de acionamento do parque termoelétrico, impactando diretamente na redução do preço de energia no mercado de curto prazo.

Nos meses de janeiro e dezembro, os consumidores tiveram a cobrança da bandeira amarela, que tem acréscimo de R$ 1,343 para cada 100 quilowatts/hora (kWh) consumidos. Já em novembro de 2019 valeu a bandeira vermelha 1, com acréscimo de R$ 4,169.

O sistema de bandeiras tarifárias é dividido em cores verde, amarela e vermelha. A bandeira verde aponta condições favoráveis de geração de energia, com tarifa sem acréscimo. A bandeira de cor amarela aponta para acréscimo de R$ 1,343 para 100 quilowatts-hora consumidos. Já a cor vermelha indica acréscimo de R$ 4,169 e R$ 6,243 para os patamares 1 e 2, respectivamente, pela mesma quantidade de quilowatts-hora consumidos.

Veja Também