• Anuncie
  • Brasil Escolar
0
0
0
s2sdefault

Atualizada dia 30 março 2020

 

pedrinhoÁGUA BOA – A demanda por frete começou a reagir. A informação é do transportador de cargas Pedro Rezende.

Os caminhoneiros em geral estão preocupados com a situação do transporte tendo em vista ao crescimento do coronavírus no Brasil.

A pressão sobre os preços dos fretes já começou, pois o setor é essencial para continuar transportado produtos e serviços. Segundo ele, alguns motoristas não querem viajar para longe por medo da mudança no quadro da epidemia.

Daqui a pouco, Pedro Rezende vai conceder entrevista falando sobre o assunto. No Repórter Interativo às 12hs 20min.

 

=============================== 

Setores dos Transportes e Agronegócio preocupados com a economia regional

Publicada em 20 março

ÁGUA BOA – O transporte de mercadorias, produtos, serviços e da safra precisa prosseguir. O comentário foi feito por Pedro Rezende, do ramo de transportes. O água-boense ressaltou que os trabalhadores nos transportes, precisam ter cuidados pessoais de higiene para evitar possível contaminação por coronavírus. Rezende sugere que os motoristas evitem aglomeração, mantendo sempre um metro e meio de distância das demais pessoas.2

Lavar as mãos constantemente e evitar ambientes fechados com aglomeração são orientações suficientes para evitar o contágio. Ele disse que hoje, o maior problema é com alguns caminhoneiros que estão evitando trabalhar por medo do vírus. As transportadoras estão cientes de auxiliar os colaboradores para as medidas corretas de prevenção ao Covid-19. Alguns armazéns de grãos estão enchendo de produto tendo em vista a reta final da safra da soja.

Outro problema ao opinião dele, é a falta de informação e clareza, já que algumas pessoas tem pânico com a situação. Ele pediu que as pessoas evitem o pânico, que pode ser pior do que a própria doença em si. Pedro Rezende ressalta que em outros países, o ciclo de passagem do vírus chega aos 90 dias, e por isso, a melhor prevenção é a higiene pessoal. A região do Araguaia vinculada ao agronegócio, depende demais da logística de transporte para escoar a safra de soja e milho, e para abastecer o mercado regional com produtos essenciais vindos de grandes centros.

ÁGUA BOA – O presidente do Sindicato Rural disse que é uma atitude temerária provocar o fechamento de todos os comércios por causa do Covid-19. Antonio Fernandes ‘Tunico’ de Mello informou que diariamente, 15 pessoas morrem por desnutrição. Comparando com o coronavírus, o sindicalista lembra que até ontem, era 25 mortes no Brasil.

O país tem mais de 210 milhões de pessoas, mas nem todos serão infectados com o vírus. Em outros países, a taxa de mortalidade do vírus ficou abaixo dos 4%. ‘Tunico’ destacou que o maior problema para a economia seria paralisar completamente o setor de transporte de grãos em final de safra de soja, sem falar no desabastecimento nas prateleiras de supermercados, farmácias e outros comércios. O isolamento completo para ele, sem a existência de uma epidemia, seria totalmente desaconselhado.

Ele criticou o fechamento dos postos de gasolina aos domingos em Mato Grosso. Mello disse que domingo passado, com os postos fechados, muitos motoristas tiveram que pernoitar em Água Boa, sem poder seguir viagem. Já os postos ficaram abarrotados de caminhoneiros que também não puderam prosseguir viagem, causando aglomeração desnecessária. Ele sugere que as autoridades estudem adequadamente a situação de cada cidade e Estado, para tomar as decisões corretas em prol do bem da população.