Ao Vivo Água Boa - MT (99,7 FM)

- Programa: Interativa Playlist
Locutor: -

Ouça Agora!

(66) 99652-7007

Ao Vivo Querência - MT (97,9 FM)

Nenhum Programa está ao vivo agora

Negócios imobiliários seguem afetados pela crise do coronavírus; recomeço é lento e gradual

Atualiazda dia 07 abril 2021

 

coracao agua boa 2Bioma amazônico e zoneamento ecológico prejudicam venda de terras

ÁGUA BOA – O mercado urbano está tendo procura por negócios imobiliários em 2.021. wilson prestes stein

Por isso, a compra e venda de terrenos e casas segue dentro de um ritmo esperado. O comentário foi feito pelo corretor de imóveis Wilson Prestes Stein.

Já a procura por compra e venda de fazendas acontece, mas sem a concretização de negócios. O fator principal nesse caso é a alta dos preços dos produtos agrícolas, principalmente da soja, que é um balizador para a negociação de terras.

Em ano de alta nos preços agrícolas, os negócios demoram para se concretizar.

enio zandona b A procura por negócios imobiliários prossegue, segundo o corretor de imóveis Enio Zandoná.

Na opinião dele, o agronegócio é quem impulsiona o mercado regional. Ele salientou que alguns clientes em busca de terras, tem medo de investir em determinadas áreas, quando se fala em zoneamento ecológico e bioma amazônico.

"Bioma amazônico e zoneamento ecológico prejudicam venda de terras", diz ele.

Zandoná acredita também que a venda de casas e terrenos deve ser melhor em 2.021 do que no ano passado. A pandemia do coronavírus freou os negócios nos últimos meses, mas a retomada está ocorrendo de forma lenta e gradual.

 

============================ 

 

Negócios imobiliários afetados pela pandemia - Em 28 abril 2020

coracaoÁGUA BOA – Como vão os negócios imobiliários frente à crise do coronavírus? Nossa reportagem entrevistou três pessoas do ramo imobiliíaro. Confira. joao vargas

O ramo imobiliário parou nas últimas semanas. A informação é do corretor João Vargas. Ele disse que a procura por imóveis urbanos registrou queda de mais de 50% na compra e venda.

O que está existindo é muita oferta de imóveis para locação. Ele avalia que imóveis para locação é sinal de perda de emprego e mudança. Já a procura por fazendas e chácaras se manteve em meio à crise do coronavírus. João Vargas acredita que é o setor menos afetado pela pandemia.

enio zandonaO corretor Enio Zandoná afirmou que o ramo de alugueis está vivendo um momento diferente. No começo da pandemia do coronavírus, muitas casas desocuparam. Porém agora, o movimento foi normalizando, mas mediante queda nos valores dos aluguéis.

Os proprietários estão renegociando valores, afirmou Zandoná. Já a venda de terrenos e casas registrou queda de 30% nesse curto período.

A procura por aluguéis vinha aquecida antes do coronavírus. O comentário é do corretor Wilson Stein. Ele afirmou que o número de imóveis ofertados para aluguel não era muito acima da procura.wilson prestes stein

Já no ramo de casas e terrenos depois de anos em baixa, as vendas começaram a melhorar nesse ano. Porém, desde o advento do coronavíorus, o mercado de compra e venda de casas e terrenos congelou novamente. A procura por fazendas e imóveis rurais está se mantendo, mesmo em meio ao coronavírus.

Wilson Stein ressalta porém, que a venda só se concretiza se os proprietários baixarem os valores. As pessoas procuram oportunidades ainda mais diante do dólar alto e os negócios só se concretizam se os valores forem atraentes.

Daqui a pouco, Wilson Stein vai conceder entrevista para falar sobre o assunto. Será no Repórter Interativo, às 12hs 20min.

Veja mais notícias: