0
0
0
s2sdefault

fundo socialTermina no dia 18 de setembro o prazo para as entidades localizadas em 16 municípios onde a Sicredi Araxingu mantém agências inscreverem projetos no Fundo Social da cooperativa. Interessados em pleitear os recursos podem inscrever suas iniciativas na plataforma Sicredi na Comunidade, no endereço eletrônico www.sicredinacomunidade.com.br. Na lista de municípios beneficiados neste edital estão Querência, Gaúcha do Norte, Ribeirão Cascalheira, Canarana, São José do Xingu, Água Boa, Vila Rica, Confresa, Barra do Garças, Bom Jesus do Araguaia, Santa Cruz do Xingu, Cocalinho, Nova Xavantina, Alto Boa Vista, Campinápolis e Santa Terezinha, pois são recursos referentes a distribuição de resultados em 2019.

Ao todo serão disponibilizados R$ 150 mil. O Fundo Social do Sicredi tem a finalidade de apoiar entidades, atividades ou projetos que, em virtude do valor recebido, gerem benefícios e melhorias para as pessoas que vivem nas comunidades onde a instituição financeira cooperativa está presente, evidenciando as causas de Cidadania Corporativa do Sicredi que são Cooperação, Educação e Desenvolvimento Local.

Na plataforma, as entidades devem preencher o formulário e anexar os documentos relacionados ao projeto. A segunda etapa do processo será a avaliação dos projetos, que passarão por dois comitês, um local e outro regional. Depois, as entidades beneficiadas serão comunicadas pelas cooperativas e a divulgação também será feita no site.

A cooperativa definirá, por meio do comitê constituído para apreciação dos projetos, o percentual que será concedido para cada proposta aprovada. O valor destinado para apoio será deliberado com base na relevância e impacto social da iniciativa.

Quem pode ser beneficiado - O regulamento do Fundo Social está disponível na Plataforma Sicredi na Comunidade. Para participar, a entidade precisa ser legalmente constituída com Estatuto Social e CNPJ, ser associada e possuir movimentação regular com um a cooperativa, além de estar com toda a documentação em dia. Outro ponto importante é que a entidade aplique o recurso conforme descrito no projeto. (Ascom)

Veja Também

Gerais
  • 11 Setembro 2020
  • Por Redação Interativa

Edital de comunicação 22

LUCAS FABRICIO BANDEIRA ME, CNPJ/CPF: 18.676.386/0001-11, torna público que requereu junto ao CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, SOCIAL E AMBIENTAL´´MEDIO ARAGUAIA´´ – CODEMA. A...