0
0
0
s2sdefault

ÁGUA BOA – A Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária confirmou a proibição da venda e da utilização a partir de hoje, do herbicida paraquat (Gramoxone, Helmoxone, Flack).

As empresas titulares do registro de produtos à base de paraquate, deverão recolher os estoques dos estabelecimentos comerciais e em posse dos agricultores em até 30 dias.

De acordo com a Lei dos Agrotóxicos, quem produzir, comercializar, transportar ou aplicar agroquímicos não autorizados pode sofrer sanções da legislação, com penas de reclusão de 2 a 4 anos, além de multa. Outras sanções podem ser aplicadas como a destruição dos vegetais que receberam a aplicação indevida e até interdição da propriedade.

Segundo a Associação dos Engenheiros Agrônomos, a proibição do paraquate não afeta os preparativos da próxima safra de grãos. O produto era utilizado basicamente na dessecação da soja em pré-colheita. O objetivo da dessecação era acelerar o ciclo da soja para que a maturação ocorresse de maneira uniforme.

Segundo os agrônomos, existem outros produtos que podem preencher a lacuna deixada pelo paraquate. Para isso, o produtor precisa consultar seu agrônomo. Para a próxima safra, os produtores estão bem alinhados, com correção de solo praticamente concluída.

As máquinas já foram revisadas, e 80% dos adubos já entregues nas propriedades rurais. As sementes da soja já estão chegando e os manejos necessários serão iniciados a partir do começo das chuvas, com controle de ervas daninhas em monitoramento.

Veja Também