0
0
0
s2sdefault

chapa 02 aprosojaÁGUA BOA – Produtores rurais ligados à Aprosoja/MT estão engajados em uma campanha para eleição da nova diretoria.

Nesta segunda-feira, feriado nacional, a Chapa 02 encabeçada pelo produtor rural Marcos da Rosa de Canarana efetuou reunião com o Núcleo Aprosoja local.

Marcos da Rosa conta com apoio de Antonio Fernandes ‘Tunico’ de Mello de Água Boa, Gilmar Wentz de Querência, e Endrigo Dalcin de Nova Xavantina.

Marcos da Rosa concedeu entrevista dizendo que a Aprosoja atual não está escutando as bases, se distanciando do produtor rural. Marcos da Rosa destacou que um problema sério é a classificação de grãos que até hoje não foi solucionado.

Observou que o pagamento de royalties das sementes de soja também prejudica o sojicultor, que luta na justiça para mudar o quadro. Marcos da Rosa também criticou o Fethab Milho e o aumento da alíquota do Fethab 2. Segundo ele, quando o fundo foi criado, 100% dos recursos iam para obras de infraestrutura da malha rodoviária.

Porém, a mudança recente no tributo, destinando somente 30% para a infraestrutura descontentou a classe agrícola. O ruralista declarou que faltam investimentos em estradas e pontes, principalmente nas regiões produtoras de Mato Grosso.

Assuntos que também preocupam a Chapa 2: aumento da criminalidade no campo como furto e roubo de defensivos agrícolas e gado.

Já o presidente do Sindicato Rural, Antonio Fernandes ‘Tunico’ de Mello está inserido na Chapa 02 para as eleições da Aprosoja. Ele afirmou que os produtores rurais precisam ser ouvidos novamente através dos núcleos da entidade espalhados em Mato Grosso.

Endrigo Dalcin, ex-presidente da Aprosoja, também apoia a Chapa 02. Ele afirmou que o Araguaia tem dado amplo apoio nessa campanha conduzida por Marcos da Rosa. A entidade precisa crescer a partir de ideias e projetos dos produtores e dos núcleos organizados.

Daqui a pouco a cobertura completa no Repórter Interativo às 12hs 20min.

Veja Também