Água Boa - MT (99,7 FM)

Interativa Playlist Interativa Playlist
Interativa Playlist

Ouça Agora!

(66) 99652-7007

Querência - MT (97,9 FM)

- Interativa Playlist
-

Ouça Agora!

(66) 98438-0051

Ribeirão Cascalheira - MT (103,1 FM)



Economia

sebrae mt e facmatO Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Mato Grosso (Sebrae/MT) e a Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat) assinaram nesta quinta-feira (28.10), protocolo de intenções para ampliar os serviços de capacitação e orientação empresarial aos empreendedores e empresários do Estado, por meio da Rede de Atendimento Sebrae Aqui. A cerimônia de assinatura aconteceu durante o Encontro Estadual das Associações Comerciais e a Feira do Empreendedor, que acontece no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá.

O objetivo da parceria é oferecer produtos, serviços e informações aos pequenos negócios, por meio do posto de atendimento presencial, Sebrae Aqui. Além de contribuir para o fortalecimento da cultura empreendedora, apoiar o fortalecimento de cadeias produtivas com a presença de pequenos negócios e apoiar o processo de desenvolvimento local sustentável.

Segundo o diretor superintendente do Sebrae/MT, José Guilherme Barbosa Ribeiro, a parceria com a Facmat é uma das estratégias para expansão da rede de parceiros do Sebrae/MT.

“A Facmat representa 56 Associações Comerciais e Empresariais no Estado e mais de 18 mil empresas de todos os segmentos econômicos, uma rede que pode aumentar expressivamente nossa capacidade de atendimento presencial aos milhares de empreendedores que já têm ou pensam em abrir um pequeno negócio em Mato Grosso. É um casamento perfeito, pois junta a instituição que representa os empresários com o Sebrae, que tem a competência para agregar conhecimentos técnicos gerenciais. Esperamos que aqueles que aderirem ao Sebrae Aqui possam aumentar o fluxo de associados ao mesmo tempo em que irão oferecer um serviço com a garantia de qualidade e experiência que o Sebrae é conhecido”, pontuou.

O presidente da Facmat, Jonas Alves, ainda destacou que com a parceria existe a possibilidade de abrir 56 novos postos de atendimento do Sebrae aos pequenos negócios. “As associações podem se tornar um braço do Sebrae, se interligar ao sistema, o que dará acesso a todo tipo de informação que irá ajudar os empresários a tocarem seus negócios ou a investirem em novos negócios. As Associações Comerciais já são referência, com essa parceria elas serão mais ainda. Por isso convidamos a todos a conhecerem mais sobre o Sebrae Aqui, uma oportunidade de ampliar significativamente o alcance das ações e contribuir com o desenvolvimento local dos municípios onde estamos presentes”, destacou.

Para falar sobre os benefícios da parceria, o presidente da Associação Comercial de Pontes e Lacerda (ACEPL), Eridson Vieira, concedeu um depoimento aos presentes sobre a abertura, no último dia 28 de setembro, do posto de atendimento presencial, Sebrae Aqui, na Associação Comercial.

“Um dos pontos que tivemos acesso, foi aos dados locais, como o fato de Pontes e Lacerda possuir mais de 3600 MEIs e quase 2000 micro, pequenas e grandes empresas. Ao verificarmos que os MEIs são a grande maioria no nosso município, buscamos soluções para trazê-los para dentro da associação, como um valor diferenciado. Além disso, já estamos estudando cursos e capacitações para oferecer aos pequenos empresários, assim como estamos preparando para o próximo ano, uma feira de varejo, no qual o Sebrae realizará a qualificação dos empresários. Realmente é uma parceria diferenciada e foi um ganho muito grande para todos do município”, contou.

Sebrae Aqui

É um canal presencial de atendimento, integrante da Rede Estendida do Sebrae/MT, sob gestão operacional de parceiros, orientados tecnicamente pelo Sebrae. Essas parcerias podem ser realizadas com entidades públicas e privadas que atuem diretamente no atendimento e/ou apoio aos pequenos negócios e ao empreendedorismo.

O gerente de Comunicação e Relacionamento do Sebrae MT, Fernando Holanda, explicou aos presentes a associação que tiver interesse em ter um ponto de atendimento do Sebrae Aqui deverá assinar o termo de adesão. “O mais importante é que não possui custos. A entidade seleciona um colaborador para ser capacitado e ele promoverá o atendimento dentro da Associação Comercial. E ainda todos os programas do Sebrae estarão disponíveis para aqueles que forem atendidos na Associação Comercial”.

Fernando pontuou ainda que o Sebrae também disponibiliza um plano de trabalho, que contém: um plano de capacitação da Rede de parceiros Sebrae (são cerca de 136 horas de capacitação) e acesso ao sistema de atendimento Sebrae. (Ascom)

desenvolve mtA Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso (Desenvolve MT) é parceira na maior feira do empreendedor 2021. A partir deste sábado (23.10) até o dia 27 de outubro, de forma online e gratuita, o Sebrae realiza a feira considerado o maior evento de empreendedorismo do País.

A estrutura da feira foi montada em uma plataforma virtual, que permite ao participante uma experiência inovadora e tecnológica. O ambiente virtual de realidade 3D, conta com cinco arenas digitais: Conhecimento, Negócios, Expositores, Retomada e Atendimento Sebrae.

A Desenvolve MT participa durante os cinco dias no estande virtual denominado Arena da Retomada, um espaço onde o empresário vai encontrar diversos conteúdos e soluções voltadas ao tema, como acesso ao crédito consciente e renegociação de dívidas bem como outros serviços financeiros.

A agência terá um canal direto com os empresários participantes do evento que poderão tirar dúvidas e conhecer o portfólio das linhas de crédito disponíveis para os empreendedores de Mato Grosso para investimento e retomada da economia.

O tema este ano é “ Empreender é para Todos “, a edição trará uma programação marcada pela diversidade e inclusão para mostrar que o empreendedorismo é possível para todos os perfis de pessoas que desejam atuar nos diversos setores e segmentos de mercado.

A Feira do Empreendedor 2021 acontece entre os dias 23 e 27 de outubro das 10 às 20h. As inscrições podem ser realizadas no endereço eletrônico: https://feiradoempreendedor.sebraesp.com.br/ (Ascom)

sp bereca 1SÃO PAULO – Dois empresários estão participando do Intersolar South América que vai até amanhã, em São Paulo.sp bereca 2

João Carlos Borges da Beraca Soluções Elétricas e Samuel Cunha da Ipanema Piscinas atuam no setor de energia solar no Médio Araguaia.

Ambos estão participando da feira em busca de novas tecnologias na área de geração de energia solar fotovoltaica. João Carlos afirmou que este mercado está em franco crescimento.

Moradores e empresários estão cada vez mais aderindo ao projeto de geração da própria energia solar. Por isso, o evento em São Paulo é de suma importância, afirmou ele.

João CArlos ressaltou a necessidade de buscar novas idéias, novas tecnologias e também a importância de vários outros fatores que abrangem desde a hora da contratação até a manutenção e segurança dos sistemas. "Para isso estou me qualificando constantemente", observou Borges.

palacio paiaguas foto por secom mtOs contribuintes, pessoa física e jurídica, terão mais tempo para regularizar seus débitos tributários pendentes de pagamento com desconto em juros e multas, além de poder parcelar os valores em até 60 vezes. O prazo de adesão ao Programa Refis Extraordinário que encerraria nesta quinta-feira (30.09), foi prorrogado pelo Governo de Mato Grosso para o dia 31 de dezembro de 2021.

A alteração abrange os débitos de ICMS, IPVA e ITCD, vencidos até o final do ano de 2020, constituídos ou não, inscritos ou não em Dívida Ativa. O novo prazo consta nos Decretos nº 1.128 e nº 1.130, publicados na edição extra do Diário Oficial desta quarta-feira (29.09).

Por meio do Refis Extraordinário, os contribuintes podem parcelar os débitos de ICMS, IPVA e ITCD em até 60 vezes e com redução nos juros e multas que chega a 95%. Esses benefícios estão condicionados à forma de pagamento, quantidade de parcelas e o tipo de dívida – se é devido ao não recolhimento do imposto ou se é decorrente do descumprimento de alguma obrigação acessória.

No caso de um débito de IPVA gerado porque o contribuinte deixou de pagar o tributo, por exemplo, o valor pode ser quitado à vista com 95% de desconto. Se a dívida for parcelada o desconto vai variar de 85% a 45%, conforme a quantidade de parcelas que podem ser de 2 a 60.

Em relação ao ICMS, se o débito for decorrente do descumprimento de obrigações acessórias como, por exemplo, não emitir notas fiscais, ele pode ser pago à vista com 90% de desconto nos juros e multas. O contribuinte também tem a opção de parcelamento em até 12 vezes, com redução que varia de 85% a 65%.

Quem optar pelo parcelamento deve ficar atento ao valor mínimo estabelecido por parcela. A limitação varia conforme o enquadramento da empresa, o valor da dívida e o órgão que faz a gestão do débito, se é a Sefaz ou a Procuradoria Geral do Estado.

A adesão ao Refis Extraordinário deve ser formalizada junto à Sefaz ou à Procuradoria Geral do Estado (PGE). Neste último caso se o valor estiver inscrito em dívida ativa. A negociação só será efetivada após a assinatura do Termo de Confissão de Parcelamento de Débito, observando os prazos e condições estabelecidos na legislação.

Para conferir as opções e condições de pagamento dos Programas Refis Extraordinário, o contribuinte pode acessar o Portal do Conhecimento da Secretaria de Fazenda, na opção Pagamento e Parcelamento e, em seguida, na opção Parcelamento.

Regularize

O prazo de adesão ao Regularize também foi prorrogado para o mês de dezembro, conforme Decreto nº 1.127 publicado na edição extra do Diário Oficial desta quarta-feira (29.09). Por meio dele, podem ser negociados débitos com órgãos estaduais como Procon, Indea e Ager.

No mês de julho de 2021, o Poder Executivo alterou o Regularize permitindo que dívidas contraídas até 31 de dezembro de 2020 sejam negociadas com desconto de até 75% nos juros, multas e penalidades. Antes, a redução era concedida apenas para débitos gerados até 31 de dezembro de 2016.

A adesão ao Regularize deve ser formalizada junto aos órgãos responsáveis pela gestão dos valores em atraso, por meio de assinatura do Termo de Confissão e Parcelamento de Débito. (Ascom)

SÃO PAULO - A Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos - NTU vem a público expressar sua profunda preocupação com a escalada de preços dos combustíveis, em especial do diesel, que move a frota nacional de ônibus urbanos e de caráter urbano e é um insumo fundamental para a prestação desse serviço essencial à população brasileira e à economia do País.

O diesel responde em média por 26,6% do custo total das empresas operadoras; como os reajustes aplicados ao diesel este ano representam uma alta acumulada de 51% no preço do combustível, o impacto direto no custo das empresas operadoras do transporte público por ônibus urbano é de 13,5%, o que deve ser repassado, de imediato, para as tarifas públicas naqueles sistemas de trasnporte que não têm subvenção pública.

A alta do diesel nos níveis atuais compromete de forma irreversível a recuperação do setor de transporte público, que registra prejuízo de mais de R﹩ 16,7 bilhões acumulado no período de março de 2020 a junho de 2021 em função da queda da demanda de passageiros pagantes, resultado das medidas de isolamento social para a contenção da pandemia da Covid-19. A crise já custou mais de 87 mil postos de trabalho no setor e levou à interrupção definitiva das atividades de 36 empresas operadoras.

A NTU apela ao Governo Federal, aos governadores dos estados e à direção da Petrobras no sentido de que seja buscada uma solução compartilhada para essa questão, que conduza à uma nova política de preços que equacione o preço do diesel e demais combustíveis de forma efetiva e permanente, evitando altas expressivas e sucessivas que comprometem a prestação de serviços públicos, geram impactos inflacionários e afetam negativamente todos os brasileiros, em especial os mais vulneráveis. (FSB Comunicação)

Página 13 de 198

Veja mais notícias: