• Anuncie
  • Brasil Escolar

0
0
0
s2sdefault

tunico de melloÁGUA BOA – Participa hoje do Repórter Interativo, o presidente do Sindicato Rural. Antonio Fernandes ‘Tunico’ de Mello vai se manifestar sobre a acusação da grande mídia, jogando a culpa das queimadas nos produtores rurais.

‘Tunico’ salientou que produtor rural não põe fogo no próprio patrimônio. Ele disse que as pastagens incendiadas perdem nutrientes e exigem replantio, o que só aumenta os prejuízos. O sindicalista ressaltou que o fogo também prejudica a palhada e a terra agricultável, sem falar que o quilômetro de cerca queimada significa outros R$ 5 mil de danos materiais.

‘Tunico’ denunciou que os incêndios florestais que atingiram as propriedades em Água Boa e Nova Nazaré, se originaram na Terra Indígena Areões. Os mesmo acontece com os proprietários rurais vizinhos a Parabubure em Campinápolis, e no distrito de Serra Dourada, em Canarana.

Ele refutou ainda as declarações do Ibama de que produtores rurais teriam queimado a terra indígena em busca da madeira. O ruralista quer investigação séria para que os verdadeiros culpados sejam punidos na forma da lei. Mello destacou ainda que são provavelmente apenas dois ou três que se aproveitam da madeira em terra indígena, e esses na verdade não são produtores rurais, mas criminosos transgressores da lei.

‘Tunico’ convive desde a década de 90 com o fogo de incêndios florestais oriundos da terra indígena. Conforme o líder sindical, todos os anos os proprietários rurais precisam ficar de plantão para evitar que o fogo da terra indígena entre nas propriedades rurais.

A entrevista com o presidente do Sindicato Rural será apresentada daqui a pouco, às 12hs 30min. no REPÓRTER INTERATIVO.

Veja Também