0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 03 JUL 2020

 

praça rodovÁGUA BOA – A Rádio Interativa vai apresentar hoje a manifestação do Vereador Alan Apio feita no ano passado quando ele votou contra a desafetação ou venda das praças do setor Rodoviário. A sessão ocorreu em de maio de 2.019.

Alan Apio foi voto vencido naquela ocasião. A Sessão do Legislativo foi transmitida via redes sociais.

Alan Apio disse que foi contra a venda das praças. Citou que no futuro, quando o município tiver qualquer necessidade de construir algo nesse bairro, não terá mais área pública. E para comprar uma área, pagará preço inflacionado.

Nossa redação notou um fato curioso, de que aquela sessão teve poucas pessoas que assistiram na internet. Por isso, a população não fica informada desses fatos.

Temos 25 mil moradores, mas poucos assistiram aquela sessão do Legislativo na internet. Isso é bom ou é ruim? A manifestação de Alan Apio feita no ano passado, vai ao ar daqui a pouco, às 12hs 20min no Repórter Interativo.

 

======================================= 

ATUALIZADA DIA 02 JUL 2020

 

ÁGUA BOA – A comissão de moradores do Setor Rodoviário rebate as informações prestadas pela Câmara de Vereadores sobre o projeto de venda da praça do bairro. A entrevista será daqui a pouco ás 12hs 20min. no Repórter Interativo.rodoviario

Vitória Bueno diz na entrevista que eles pensam em entra com Ação Popular contra a venda da praça. A estudante falou que um dos princípios da administração é defender o interesse público, e isso não ocorreu.

Ela voltou a dizer que alguns moradores estão negando terem assinado documento da Câmara pedindo a venda da praça. A comissão lembra que esse abaixo-assinado acabou sendo anexado ao projeto de desafetação, retirando bem público sem ampla discussão, sem transparência.

Ela criticou a administração que não teve rapidez em responder a outro abaixo assinado dos moradores que em 2.011 pediram obras na praça. Porém, segundo Vitória Bueno, com muita rapidez, a prefeitura e a câmara aprovaram a venda da praça, sem consulta popular e sem transparência.

Vitória refutou a informação da Câmara, ao dizer que a iniciativa não seria da Câmara, mas de um vereador. Ela ainda disse que o eleitor de Água Boa não pode esquecer quais foram os representantes que não ouviram a voz do povo, na hora de vender bens públicos.

A entrevista será daqui a pouco, às 12hs 20min. Não perca.

 

================================ 

ATUALIZADA DIA 30 jun 2020

 

doc cam 1ÁGUA BOA - A Câmara de Vereadores enviou ofício respondendo a alguns questionamentos sobre o episódio da venda da praça do Setor Rodoviário.

Na nota, a Câmara diz que o abaixo-assinado não foi elaborado pela Câmara, mas por um vereador da Comissão Geral que protocolou o documento e o anexou ao Projeto de Lei da matéria.

A Câmara respondeu que não existe obrigatoriedade de audiência pública para projeto que trata da venda da praça. O projeto foi apresentado pelo Executivo para futuro loteamento da praça e permaneceu em discussão por 4 meses até sua aprovação.

A Câmara citou que a justificativa para a venda da praça era de que foi construída ciclovia pela Av. Araguaia e colocada academia ao ar livre como forme de beneficiar a população do bairro, em troca da venda da praça.doc cam 2

Diz ainda o Legislativo que o abaixo-assinado não teve sua originalidade verificada uma vez que não se tratava de peça fundamental para aprovação do projeto, e que no momento da votação, nenhum vereador desconfiou do documento.

Diz também que não cabe à Câmara revogar uma lei que teve sua aprovação legal e correta, e ainda, com posterior processo licitatório para venda da praça.

A Câmara avisa que as pessoas que se sentem prejudicadas podem acionar a Justiça. A Câmara salientou ainda que mantem todas as informações em seu portal de internet, bem como transmite ao vivo as Sessões do Legislativo.

A Câmara também anexou documentos que comprovam a venda de duas praças no mesmo projeto, a praça do Rodoviário e a praça do mesmo bairro, porém, no lado oeste da Av. Araguaia.

Não foram informados no ofício da Câmara vários outros detalhes solicitados em ofício pela Rádio Interativa.

Abaixo, o teor completo da notícia, o OFÍCIO DA INTERATIVA solicitando as informações detalhadas, a denúncia dos moradores à Polícia e ao Ministério Público Estadual.

Cabe salientar que esse é o primeiro documento oficial da Câmara enviado como resposta a vários outros pedidos feitos pela Interativa.

 

====================================== 

ATUALIZADA DIA 29 JUN 2020

 Interativa envia ofício às autoridades com questionamentos dos moradores sobre venda de praça

desafetacaoÁGUA BOA - A Rádio Interativa enviou ofício à Câmara de Vereadores com cópia à prefeitura, solicitando diversas informações sobre a venda de uma praça que está sendo transformada em loteamento residencial no bairro Rodoviário.

PERGUNTAS: Qual publicidade foi dada a esse ato? A população envolvida e atingida foi consultada? Houve audiência pública para discutir a venda da praça?

As autoridades tomaram conhecimento de um abaixo-assinado com timbre da câmara usado para pedir apoio? As autoridades sabem que o abaixo assinado hoje está sob suspeita de ter utilizado assinaturas falsas?

As autoridades tomaram iniciativa de investigar os fatos ou ficarão na inércia? As autoridades vão ouvir a população do bairro que se posiciona contra a venda da praça? Por qual valor foram vendidos os terrenos?

Foi tornado público a venda dos terrenos? O valor de venda está dentro do padrão dos valores dos demais terrenos do setor? Foi feito levantamento imobiliário prévio para estipular os valores de venda?

Será instaurada sindicância para apurar se houve alguma irregularidade? As pessoas ficarão de novo sem respostas?

Acontece que os moradores se queixam de falta de transparência nesse e em outros assuntos. Diversos outros questionamentos foram feitos, atendendo a pedidos de internautas.

A imprensa tem o DIREITO constitucional de acesso às informações. Aos agentes públicos cabe o DEVER de informar.

 

=================================== 

ATUALIZADA DIA 25 JUN 2020

 

b o registro de abaixo assinadoÁGUA BOA - Moradores do Setor Rodoviário efetuaram pela Internet no link da Delegacia Virtual um boletim de ocorrência relatando que não participaram, de um abaixo assinado feito no ano passado, que pedia apoio popular para a desafetação e venda da praça do bairro.

Em tempos de pandemia, por não se tratar de ocorrência grave, os moradores foram orientados na Delegacia de Polícia local, a registrar o BO de forma virtual, no site da Secretaria Estadual de Segurança Pública.

Qualquer cidadão hoje pode de casa, registrar um BO virtual, que depois passará para as equipes de investigação.

Nesse primeiro B.O. 3 pessoas denunciaram que não é delas a assinatura que consta em abaixo assinado com timbre da Câmara de Vereadores.

O abaixo assinado circulou no ano passado, e supostamente teria servido para a Câmara aprovar a venda da praça sem consulta popular e sem transparência.

Os moradores só ficaram sabendo da venda da praça quando as obras começaram dias atrás.

 

 

 

======================================================

ATUALIZADA DIA 24 JUN 2020

 

construcao praca desafetada 3ÁGUA BOA – Nossa reportagem confirmou agora pela manhã, que está em curso a construção de uma moradia na antiga Praça do Bairro Rodoviário.

É aquela praça que foi desafetada pela prefeitura e vendida, sem qualquer consulta popular. O projeto tramitou pela Câmara de Vereadores, mas faltou total transparência e consulta popular.

Os moradores só souberam da venda da praça para fins de loteamento depois que as obras da casa começaram.

Para piorar, os moradores dizem que um abaixo assinado feito ano passado para dar apoio ao projeto da venda, pode ter usado assinaturas falsas.

Parece também que esse abaixo assinado com timbre da Câmara de Vereadores sequer foi fiscalizado pelos edis.

Os moradores já pediram investigação por parte do Ministério Público Estadual.

 

fotos aqui:

 

=================================================

ATUALIZADA DIA 22 JUN 2020

 

abaixo assinadoÁGUA BOA – Uma comissão de moradores segue com o movimento que busca esclarecimentos das autoridades quanto a venda de praças na cidade.

NA FOTO AO LADO O ABAIXO-ASSINADO COM TIMBRE DA CÂMARA. Nomes e dados pessoais foram apagados por proteção.

O projeto tramitou pela Câmara de Vereadores no ano passado com uso de abaixo assinado com suspeita de assinaturas falsas. A comissão já tem em mãos documentos assinados por moradores que negaram assinatura do abaixo assinado.

Na ocasião, um abaixo assinado com timbre da Cãmara de Vereadores parece ter influenciado os vereadores a votarem pela venda da praça do Setor Rodoviário.

Tratava-se da única praça do bairro, vendida pela prefeitura para se transformar em loteamento. Os moradores estão indignados, pois muitos sequer tinham conhecimento do projeto. Eles criticam a falta de transparência do município quanto a um assunto tão sério.questionário 1

Eles fizeram um requerimento com vários questionamentos à Câmara de Vereadores. Os moradores cobram a ausência de uma audiência pública para discutir um tema tão importante quanto a venda de uma praça pública, cujo termo jurídico é desafetação.

Na Delegacia de Polícia hoje cedo, os moradores foram orientados a registrar um Boletim de Ocorrência virtual.

NO DOCUMENTO AO LADO O REQUERIMENTO ATUAL DOS MORADORES QUE QUEREM INVESTIGAÇÃO SOBRE O ASSUNTO.

 

 

========================================== 

 

ATUALIZADA DIA 17 JUNHO 2020

 

ÁGUA BOA - O caso da venda da praça sem consulta popular ganha mais um episódio. falso 1

Uma comissão do bairro Rodoviário obteve documentos indicando que alguns moradores não assinaram um abaixo-assinado efetuado no ano passado.

O abaixo-assinado teria usado assinaturas supostamente falsas para induzir a Câmara de Vereadores a aprovar uma lei vendendo a praça do Rodoviário. O certo é que o projeto não foi amplamente discutido pela população diretamente interessada.

Muitos moradores do enterno da praça sequer ficaram sabendo da venda do espaço público. Isso se tornou público somente depois que as primeiras construções iniciaram no local. Os documentos podem ser acessados em nosso site.

O fato já foi denunciado ao Ministério Público Estadual. Os nomes das pessoas foram omitidos por questão de segurança e sigilo.

 

==================================== 

 

ATUALIZADA DIA 09 JUNHO 2020

 

ÁGUA BOA – Uma comissão de moradores do Bairro Rodoviário visitou nossa redação esta manhã. Vitória Bueno, Mauro Gasperini e Claudia de Paula trouxeram informações a respeito de um projeto aprovado no ano passado pela Câmara de Vereadores, que vendeu a única praça do setor.rodoviario

Eles apresentaram um abaixo-assinado do ano de 2.011 encaminhado à Prefeitura, no qual os moradores pediam investimentos na praça. O pedido nunca foi respondido pela administração. Para piorar, um projeto foi apresentado sem a devida publicidade, permitindo a venda da praça.

Os moradores disseram que o abaixo assinado do ano passado tinha poucas assinaturas, e mesmo assim, foi levado em conta pela Câmara para aprovar a venda da praça. Agora, os moradores dizem que alguns sequer assinaram a petição, e que as assinaturas podem ser falsas. Os moradores já denunciaram o fato ao Ministério Público Estadual.

Na entrevista, eles dizem que a Câmara não teve a capacidade de fiscalizar um pequeno abaixo assinado, sendo que a população do bairro nem foi ouvida sobre a pretensão de vender a praça. Segundo a comissão de moradores, não há nenhum projeto de desenvolvimento quando se vende a única praça de um bairro.

Os moradores perderam o local de lazer sem uma prévia consulta popular. Eles criticam a total falta de transparência por parte dos administradores em seu projeto de vender o patrimônio público que não é do prefeito nem dos vereadores, mas da população. Eles disseram que aguardam uma investigação séria por parte da Justiça para tentar reverter a situação.

A comissão também informou que até agora, nenhuma autoridade compareceu no Bairro para dar explicações, mesmo depois da denúncia levantada por eles. Outra vez, demonstra falta de sensibilidade por parte de quem governa e legisla no município. Para os moradores, parece que o medo era de que o assunto se tornasse público.

No caso da venda da Praça do setor Rodoviário, aprovaram a lei, os vereadores Adelar Fusinato, Joaquin dos Anjos, Jonathan Silveira, José Ari Zandoná, Leonardo Leite Ribeiro, Renato Beraldo e Sandro Lucio Aleixo. Foramk contra o projeto, os vereadores Mari Stefano, Alan Apio e Fernando Quintanilha. 

Daqui a pouco, a entrevista completa no bloco de reportagens. Será no Repórter Interativo, às 12hs 20min - NÃO PERCA.

 

======================================= 

Publicado em 03 de junho

anonimoÁGUA BOA – Moradores antigos do Bairro Rodoviário estão surpresos com o loteamento da única praça do Bairro. A matéria tramitou na Câmara de Vereadores no ano passado, mas o assunto só veio à tona agora, que a venda dos lotes se concretizou.

Alguns moradores chegaram a dizer que circulou um abaixo assinado pelo bairro pedindo apoio, mas poucos assinaram o documento. A informação é de que alguns moradores não tomaram conhecimento do projeto de lei e sequer assinaram o documento apoiando a venda da única praça de lazer do setor.

Para piorar, um abaixo assinado se torna suspeito depois que moradores negaram ter assinado o documento, mas os nomes estão na lista. Os moradores estão revoltados com a falta de transparência sobre um assunto tão importante. A promessa era de construir uma pracinha, o que não ocorreu.

Na época da votação (2.019), havia alguns vereadores contrários à venda da praça, mas foram voto vencido pela maioria. Os indignados querem investigação para o caso e prometeram acionar o Ministério Público Estadual.

Daqui a pouco, vamos apresentar uma entrevista sobre o assunto às 12hs 20min no REPÓRTER INTERATIVO.