• Anuncie
  • Brasil Escolar

0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 06 NOV 2019

 

ÁGUA BOA – Na segunda-feira, aconteceu júri popular de três réus acusados de envolvimento na morte de Candido Soares Lima Júnior, 23 anos. O crime ocorreu em agosto de 2.014, no bairro Guarujá em nossa cidade. julgamento

Em relação ao crime de homicídio qualificado por maioria de votos, os jurados reconheceram a materialidade e autoria em desfavor dos réus, e reconheceram ainda as qualificadoras relativas a motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima.

No que tange ao crime de ocultação de cadáver, também por maioria de votos, os jurados reconheceram a materialidade e a autoria em desfavor dos réus. Ricardo Alves de Araújo foi condenado 15 anos e 2 meses de reclusão.

Porém, como Ricardo ficou preso por 2 anos e 5 meses (28/08/2.14 a 07/02/1017), descontado o período, o réu ainda terá que cumprir inicialmente em regime fechado, 12 anos e 9 meses de reclusão.

Eliseu Lima da Silva foi condenado a 13 anos de reclusão, porém, como também permaneceu preso por um período de 2 anos e 5 meses, ainda resta cumprir a pena de 10 anos e 2 meses em regime inicialmente fechado.

O terceiro réu, Ueslei Ferreira da Costa, foi condenado a 13 anos de prisão, porém, como ele havia sido preso por um período de quase 3 meses no ano de 2.014, precisará ainda cumprir em regime fechado, 12 anos e 9 meses.

Eles não podem ficar em liberdade enquanto aguardam julgamento de recurso. A defesa dos réus foi patrocinada pela Defensoria Pública, tendo como acusação, a promotora Clarissa Cubis de Lima Canan. A presidência dos trabalhos foi do juiz Dr. Jean Louis Maia Dias.

VEJA SENTENÇA COMPLETA AQUI - 

 

=================================== 

 

Publicado em 01 nov 2019

ÁGUA BOA – A Justiça da comarca marcou 9 julgamentos para o mês de novembro. No dia 04 de novembro, sentarão no banco dos réus, Ricardo Alves de Araújo, Eliseu Lima da Silva e Ueslei Ferreira da Costa. O júri será ás 12hs (MT), devendo atuar na defesa, profissional da Defensoria Pública.

A acusação será exercida pela promotora Clarissa Cubis de Lima Canan, sob a presidência do juiz Jean Louis Maia Dias. Os três réus são suspeitos de participaram de alguma forma no assassinato de Candido Soares Lima Júnior, de 23 anos.

O homicídio ocorreu em agosto de 2.014, no bairro Guarujá em nossa cidade. Cândido já tinha antecedente e veio morar em Água Boa poucos dias antes de ser morto.

=== No dia 05 de novembro, às 12hs (MT) sentará no banco dos réus, Edson Rodrigues da Silva Ruas. Ele é acusado de ter praticado homicídio contra o operador de máquinas, Arnaud Cosme Rangel, de 56 anos. Cosme foi morto a tiros em frente a um bar na Av. Coopercana, setor Primavera, no mês de setembro de 2.015.

Edson não tem antecedentes e disse aos policiais, que só atirou contra a vítima, depois de uma discussão. A arma do crime foi resgatada pela polícia. Edson tem como advogados de defesa Kleiver Rodrigo Bueno Dias e Adão pereira de Abreu. A acusação será exercida pela promotora Clarissa Cubis de Lima Canan, sob a presidência do juiz Jean Louis Maia Dias.