Água Boa - MT,
Acrimat orienta pecuaristas a se planejarem para o período de estação de monta

Acrimat orienta pecuaristas a se planejarem para o período de estação de monta

CUIABÁ - Enquanto a chuva não chega definitivamente, trazendo pastos verdes, o pecuarista precisa começar os preparativos para uma fase importante na criação de gado de corte em Mato Grosso. No aguardo da primavera vem também o tão aguardado período de estação de monta. Época importante para a reprodução do gado de corte.
A estação de monta é uma técnica de manejo aparentemente simples, mas que, quando implementada estrategicamente, pode resultar em elevadas taxas de fertilidade nas matrizes e viabilidade das crias. O primeiro benefício dessa prática é fornecer ao criador informações precisas sobre a situação reprodutiva do rebanho, permitindo o planejamento adequado da substituição e do descarte das matrizes que não conseguiram conceber durante a estação de reprodução, mesmo estando em condições semelhantes às demais.
“O planejamento é você ver o que tem, partindo para algo que você deseja, na medida do que pode ser realizado. Com a chegada da estação de monta, o pecuarista precisa ficar atento para alguns fatores que influenciam na produtividade em campo. Capacidade de rebanho em pasto, classificação do sêmen e o manejo sanitário fazem parte do planejamento que o pecuarista precisa neste momento que antecede a cria”, explica o médico veterinário e gerente de relações institucionais da Acrimat, Nilton Mesquita Jr.
No universo da pecuária de corte, onde as etapas de cria, recria e engorda são tradicionais, a fase de cria precisa de uma atenção minuciosa, tanto no manejo reprodutivo, quanto aos cuidados essenciais durante os processos de parição e aleitamento. É durante a fase de cria que observamos a maior incidência de perdas devido a falhas na reprodução e, posteriormente, à mortalidade dos bezerros recém-nascidos.
Nesse cenário, a fertilidade e a saúde da fêmea são as características preponderantes em qualquer criação de gado. Altas taxas de fertilidade e genética são fatores cruciais que determinam a eficácia financeira do sistema de produção, garantindo o retorno dos investimentos em genética superior.
“O objetivo primordial da estação de monta é otimizar a eficiência reprodutiva. O objetivo da estação de monta é alinhar o período de maior demanda nutricional das vacas, com a época do ano de maior disponibilidade de forragem, ou seja, a temporada de chuvas. Isso possibilita alcançar índices reprodutivos superiores, uma vez que a fase de lactação requer um suprimento adequado de nutrientes para a atividade reprodutiva”, finaliza Mesquita.
A Associação dos Criadores de Mato Grosso reitera a importância do planejamento para essa época do ano e está sempre à disposição, com equipes técnicas para esclarecer dúvidas dos pecuaristas. (Ascom)

Confira Mais Notícias