Água Boa - MT,
Clima: MAPA permite plantio de soja até 13 de janeiro 2024 em Mato Grosso

Clima: MAPA permite plantio de soja até 13 de janeiro 2024 em Mato Grosso

Atualizada dia 12 dez 23 

soja semeadaCUIABÁ – O Ministério da Agricultura divulgou uma portaria estendendo o calendário de plantio da soja em Mato Grosso até 13 de janeiro de 2024.

A solicitação ao MAPA e ao Indea (Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso) foi feita pela Famato (Federação de Agricultura do Estado de Mato Grosso).

O pedido dos agricultores se deve em função da falta de chuvas e do forte calor, que comprometem agressivamente a semeadura da oleaginosa.

Porém, segundo técnicos, postergar o plantio da soja acarreta em prejuízos, por causa da baixa luminosidade, fundamental para o desenvolvimento da soja.

Os prejuízos já são visíveis no agronegócio de Mato Grosso. A FAMATO informa que estará atenta à evolução do plantio nas áreas, sobretudo às mais afetas pelos impactos do fenômeno climático El Niño.


=================
Atualizada dia 06 dez 23 

area com soja levantamento 1ÁGUA BOA – Primeiro levantamento feito na semana passada entre 27 produtores do município, indicava que eles haviam destinado 50 mil hectares para a soja.

Somente haviam sido semeados 9 mil hectares. Apenas 30% das áreas estavam com bom desenvolvimento.

Esses produtores relataram talhões de lavouras com soja em situação ruim por conta do déficit hídrico. Cerca de 30% das lavouras tiveram que ser replantadas, e outros 25% ainda necessitavam replantio.

O mesmo grupo de produtores também relatou a necessidade de plantar extensas áreas.

Um levantamento mais completo está sendo produzido pelo Sindicato Rural, pela Associação dos Engenheiros Agrônomos e por demais entidades, a fim de quantificar possíveis perdas na lavoura da primeira safra, em função da falta de chuvas até a semana passada. levantamento imea

IMEA faz relatório com previsão de produtividadde da soja em Mato Grosso. Veja

O Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária estima que haverá queda na produtividade da soja em Mato Grosso.

O motivo é o déficit hídrico e forte calor durante a semeadura da oleaginosa.

No Nordeste que inclui o Araguaia, em 2.022/23, a produtividade ficou em 62,9 sacas por hectare.

A previsãop para a próxima safra é de 57 sacas por hectare.

Confira os dados de todas as regiões de Mato Grosso na tabela ao lado.



=====================


Clima interfere no plantio da soja e mobiliza entidades - veja vídeo (30/11/23)

ÁGUA BOA
– A Aprosoja e o Sindicato Rural promoveram hoje pela manhã reunião com os agricultores e representantes de entidades e instituições. Em pauta, o difícil momento para os produtores rurais.

Na estimativa inicial, a intenção era plantar cerca de 230 mil hectares com soja. A janela ideal de semeadura que começou em setembro, vai até o dia 23 de dezembro. Porém, nesse momento, há relatos de produtores que ainda nem começaram o plantio, por falta de umidade no solo.

O presidente da Associação dos Agrônomos, Angelo Cadore, informa que será feito um levantamento detalhado da situação das lavouras, com áreas plantadas, replantadas, e a possível migração de culturas da safra.

Glauber Pauletti do Banco do Brasil ressaltou que os relatos dos agricultores são de preocupação.

Altair Kölln da Aprosoja destacou que o clima adverso já causou quebra na safra futura. Também interferiu na possível safrinha de milho. A situação é idêntica na região Araguaia, no Estado e no Centro Oeste.

Geraldo Delai do Sindicato Rural destaca que, havendo quebra na safra, pode ocorrer queda na arrecadação de impostos, afetando toda a sociedade. Nunca se viu um mês de novembro tão seco como agora.

Veja vídeo:

Confira Mais Notícias