Água Boa - MT,

Seis vereadores assinam pedido de não aprovação da "Pec do Estouro" oferecida por Lula

QUERÊNCIA – Assim como a Interativa havia informado nesta quarta-feira (23), alguns vereadores da Câmara Municipal de Querência protocolaram um pedido para a não aprovação da conhecida “PEC do Estouro” oferecida pelo governo eleito de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
O tema polêmico que circula nos corredores de Brasília, garante o aumento no orçamento para o próximo governo, de quase 200 bilhões de reais a mais do que o previsto.
No documento, os parlamentares citam o impacto fiscal que poderá ocorrer caso seja aprovado a respectiva PEC.
O pedido diz ainda que o projeto proposto é excessivo e elevará a dívida pública do país; “Essa licença para gastar é excessiva”.
O documento que está sendo enviado aos Deputados Federais e Senadores, foi assinado por 06 vereadores, sendo eles; Telmo Brito, Luzimar Pereira, Rozaine Silva, Edmar Batista, Rosiane Galvão e Marcos Amorin.

 A mesma atitude foi tomada pelos vereadores de Canarana nesta terça-feira (22).
Veja o documento (público) elaborado pelos vereadores:

{showtime 203}

 


====================

Vereadores de Querência irão pedir que deputados não aprovem "PEC do Estouro" de Lula

QUERÈNCIA - Os vereadores da Câmara Municipal de Querência estão protocolando um pedido a Deputados Federais e Senadores sobre o principal tema abordado durante o processo de transição do governo de Jair Bolsonaro (PL) para o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
O tema polêmico chamado de “PEC do Estouro” garante o aumento no orçamento para o próximo governo, de quase 200 bilhões de reais a mais do que o previsto.
A mesma atitude foi tomada pelos vereadores de Canarana nesta terça-feira (22).
O pedido dos vereadores de Canarana por exemplo; cita a possível situação econômica do país no futuro caso seja aprovada a respectiva PEC, que na prática, poderá elevar a dívida pública a quase 100% do PIB brasileiro.
De acordo com o presidente da Câmara, Telmo Brito (PDT), o documento está sendo confeccionado e será assinado pelos parlamentares antes de ser enviado a Brasília-DF.
A informação foi confirmada pelo presidente da casa legislativa de Querência.

Confira Mais Notícias