Água Boa - MT,

Reflexão sobre as eleições - Luiz O. Pichetti

Passado o pleito do último dia 03 de outubro é hora das análises, reflexões, opiniões, palpites, conjunturas.

Particularmente mais ouvi que falei, mas agora manifesto meu ponto de vista, sob a ótica de um cidadão que se considera consciente e exigente em termos de representatividade política.

 

 

Salta aos olhos de todos a realidade do Vale do Araguaia não ter eleito nenhum Deputado Estadual. Fato consumado cabe a indagação:

De quem é a culpa?

Modestamente arrisco-me afirmar que a culpa é do modelo político vigente no país. A chamada pluralidade partidária gerou várias dezenas de Partidos Políticos, conseqüentemente, surgem centenas de candidatos, especialmente à Assembléia Legislativa que promovem a pulverização dos votos, favorecendo as regiões mais populosas.

Para revertemos esta realidade no Vale do Araguaia, temos a meu ver, três alternativas possíveis: promover uma ampla reforma política que em seu escopo crie o voto distrital; rompear as barreiras do bairrismo ultrapassado e arcaico e lançar poucos nomes (infelizmente isso ainda é utopia entre nós), com amplo respaldo regional e escolher candidatos com penetração e capacidade de angariar votos em todo estado.

Reforço isso baseado no resultado das últimas eleições que deram aos candidatos da região mais de 80.000 votos, suficientes para elegermos entre 3 e 4 deputados. Como os votos foram muito pulverizados, não elegemos ninguém.

Ouço manifestações eloqüentes em defesa do voto regional. Concordo. Porém, é da essência do regime democrático, que qualquer candidato devidamente registrado, de qualquer parte do estado, reivindique seu voto. Daí a importância de um candidato regional que tenha força para buscar votos em outros locais, além das fronteiras do Araguaia.

Por paradoxal que possa parecer para alguns, afirmo que o município de Água Boa saiu ganhando com o resultado destas eleições e o Prefeito Mauricio Tonhá saiu fortalecido.

Inobstante não ter logrado êxito com seu candidato a Deputado Estadual, Mauricio colaborou para as vitórias marcantes de Silval Barbosa, Blairo Maggi, Homero Pereira e Wellington Fagundes.

Ou seja, contará com o apoio do Governador eleito no primeiro turno, do Senador mais votado do estado e dos dois Federais recordistas de votos nestas eleições.

Considerando o bom relacionamento do nosso prefeito com os eleitos e sua inconteste capacidade de articulação, certamente Água Boa continuará recebendo significativos recursos federais, mantendo célere sua saga de desenvolvimento, mesmo sem um representante regional na Assembléia Legislativa do Mato Grosso.

 

Luiz Omar Pichetti - Ex. Vereador de Água Boa

Confira Mais Notícias