• Anuncie
  • Brasil Escolar

0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 11 JULHO 2019

 

BARRA DO GARÇAS – A Operação Integrada Agenda Nacional 1 cumpriu ontem 30 mandados de prisão e todas as 40 ordens de busca e apreensão, contra uma facção criminosa que agia dentro e fora dos presídios e cadeias da região.

Foram mobilizados mais de 200 profissionais das forças estaduais e federais de Segurança Pública (Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Politec, Corpo de Bombeiros, Sistema Penitenciário e Ciopaer).

As ordens judiciais foram cumpridas nas cidades de Barra do Garças, Nova Xavantina, Água Boa, Primavera do Leste e Comodoro. Outros três mandados serão cumpridos em Aragarças Goiás. Além dos mandados, a ação conjunta resultou em três prisões em flagrante, duas por posse irregular de arma de fogo e uma prisão por tráfico de drogas.

Foram apreendidas 2 armas de fogo, 1 quilo de pasta base de cocaína, várias porções de maconha, R$ 2.450,00, celulares, notebooks, pendrives, cartões bancários, comprovantes de depósitos, e outras provas dos crimes. Para a operação, a 7ª Vara Criminal de Cuiabá expediu 33 mandados de prisão e 40 mandados de busca e apreensão.

O objetivo era apreender armas de fogo, drogas, veículos, documentos, entre outras provas de crimes cometidos pelos suspeitos que integram a facção criminosa que atua no Médio Araguaia.

 

================================ 

 

Publicado dia 10 julho 2019

 

BARRA DO GARÇAS - Mais de 70 suspeitos são alvos da operação integrada “Agenda Nacional 1”, deflagrada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (10.07), pelas forças  de Segurança Pública, na região de Barra do Garças, para combater criminosos articulados para prática de atividades ilícitas ordenadas de dentro de celas de presídios  e centros socioeducativos de Mato Grosso.

São 33 mandados de prisão contra membros de uma organização criminosa e 40 mandados de busca e apreensão, com objetivo de apreensão de armas de fogo, drogas, veículos, documentos e outras provas de crimes cometidos pelos suspeitos alvos da investigação.

As ordens judiciais foram expedidas pela 7ª Vara do Crime Organizado de Cuiabá. A operação cumpre agenda do Ministério da Justiça e da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) do Governo do Estado de Mato Grosso. A ação é coordenada pela Polícia Civil de Barra do Garças, com auxílio importante da Polícia Federal e da Polícia Militar de Barra do Garças nos levantamentos.

Também estão presentes na operação a Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros Militar, Sistema Penitenciário, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), e o Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOpaer).

As Polícias apuraram, que do interior dos muros de unidades prisionais das cidades mato-grossenses Barra do Garças, Água Boa, Nova Xavantina, Comodoro, Cuiabá, e Aragarças, em Goiás, criminosos faccionados  estão por trás de crimes violentos como latrocínios e roubos, ocorridos na cidade de Barra do Garças e municípios circunvizinhos.

O mesmo grupo age corriqueiramente em estelionatos, furtos e tráfico de drogas, tudo objetivando disseminar a violência e fortalecer diversas formas de arrecadação financeira ao grupo criminoso.