• Anuncie
  • Brasil Escolar

0
0
0
s2sdefault

ecsÁGUA BOA - Equipe de Força Tática da Policia Militar em patrulhamento avistou uma motocicleta com dois ocupantes. O condutor ao perceber a aproximação da guarnição apresentou comportamento incomum e nervosismo, acelerando a moto, e motivando a abordagem.

Foi encontrado com o menor dentro de sua carteira3 (três) comprimidos aparentando ser Ecstasy, uma cartela contendo 25 unidades de LSD e também um pacote plástico contendo uma substancia aparentando ser cocaína.

Em suas vestes foi encontrado um pacote plástico contendo 09 (nove) porções de substancia análoga a maconha e outro pacote plástico contendo 08 porções (oito) comprimidos análogos a Ecstasy.

Diante do flagrante foi dada voz de prisão aos suspeitos e conduzidos no CISC local.

Sobre Ecstasy

A metilenodioximetanfetamina (MDMA),[1] denominada popularmente ecstasy, é uma substância psicotrópica usada frequentemente como droga recreativa. Os efeitos recreativos desejados mais comuns são aumento da empatiaestado de euforia e sensação de prazer.[2][3][4][5] Quando ingerida por via oral, os efeitos têm início após 30 a 45 minutos e duram entre 3 e 6 horas.[6][7] À data de 2017, a MDMA não possuía qualquer aplicação em medicina,[8] embora esteja atualmente sendo investigada como auxiliar no tratamento do transtorno de estresse pós-traumático[9].

Os efeitos adversos mais comuns do consumo de MDMA são dependência, problemas de memória, paranoiainsóniasbruxismo, visão turva, sudação excessiva e ritmo cardíaco acelerado.[5] O consumo pode também causar depressão e fadiga.[5] Os casos de morte por consumo devem-se ao aumento da temperatura corporal e desidratação.[5] A MDMA possui efeito estimulante e alucinogénico, aumentando a libertação e diminuindo a recaptação dos neurotransmissores serotoninadopamina e noradrenalina em determinadas partes do cérebro.[10][11] Ao aumento inicial de neurotransmissores segue-se uma diminuição a curto prazo.[5][7]

A MDMA foi sintetizada pela primeira vez em 1912.[5] Na década de 1970 começou a ser usada para potenciar os efeitos da psicoterapia e na década de 1980 veio-se a tornar popular como droga recreativa em espaços de diversão noturna.[5][7][12] A MDMA é frequentemente associada a raves e música de dança eletrónica.[13] É geralmente vendida misturada noutras substâncias como efedrinaanfetamina e metanfetamina.[5] Em 2014, 9 a 29 milhões de pessoas entre os 15 e os 64 anos de idade consumiram ecstasy (0,2 a 0,6% da população mundial).[14] A percentagem de consumidores de MDMA é semelhante à dos consumidores de cocaína, anfetaminas e opioides, mas menor do que a dos consumidores de cannabis.[14][5]

A MDMA é ilegal na maior parte dos países.[5][15] Em alguns casos podem ser feitas exceções para investigação médica.[7] Está atualmente a ser investigada a possibilidade da MDMA em baixas doses poder ajudar no tratamento de stresse pós-traumático grave e resistente ao tratamento convencional.[16] Em novembro de 2016 foram aprovados ensaios clínicos de fase III.[17][18][19] (wikipedia)

Veja Também