• Anuncie
  • Brasil Escolar

0
0
0
s2sdefault

ÁGUA BOA - A Polícia Militar foi informada na terça-feira, de que havia suspeita de estupro de vulnerável em uma residência na cidade. Chegando na residência indicada, a mulher contou que o filho conversou com ela sobre abusos sofridos.

O garoto de 9 anos só contou para a mãe, depois de receber orientações na escola. O menino apontou o nome do suspeito dos abusos. Ele foi preso logo em seguida e conduzido para a Delegacia de Polícia.

O garoto contou ainda que sofria os abusos e era ameaçado para não contar nada. Por isso, o suspeito será indiciado por estupro de vulnerável e ameaça. O Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente acompanhou a ocorrência, dando toda a assistência.

Na escola, professores estão orientando as crianças de que ninguém deve mexer com elas. Em casos assim, a orientação dos professores é que a criança conte o fato para alguém de confiança. Nesse caso, a criança contou para a própria mãe.

Veja Também