0
0
0
s2sdefault

ÁGUA BOA - Nossa reportagem foi procurada pela proprietária do animal que atacou um cãozinho do vizinho.

A mulher que inclusive está grávida, disse que logo ficou sabendo do ocorrido, e correu prestar ajuda. Ela disse que chegou na casa e retirou seu Pitbull. Em seguida, ela conversou com a dona do cão morto e acertou pagar uma indenização de R$ 350,00 exigido pela dona.

Depois do acerto amígável, a mulher, sua filha e sua mãe limparam o local que havia ficado com sangue. Ela também providenciou no enterro do animal em local adequado.

Ela também disse que a dona do cão teria se dado por satisfeita, e portanto, não teria negligenciado o problema, mas prestado toda ajuda possível.

A dona do pitbull ainda pediu várias vezes desculpas e não estava nervosa com a outra pessoa, mas nervosa com o acidente.

Estando grávida, ela passou mal com aquela situação inusitada. A dona do pitbull também que afirma o animal nunca fica solto e não se trata de cão violento. Naquele dia, uma visita abriu o portão e o animal correu para a rua, causando o acidente.

Uma vizinha é testemuha de que o cão não é violento e que não andava solto. Foi um acidente, infelizmente, afirmou ela.

 

===================== 

pitbull ÁGUA BOA – Um cão da raça Pitbull entrou no dia 20/10 em uma propriedade no Setor Universitário e atacou um cãozinho peludo que estava amarrado.

Segundo denúncia, o Pitbull volta e meia está solto pelas ruas, sem guia e sem focinheira, mesmo sendo um animal de porte agressivo.

A casa onde ocorreu o ataque do Pitbull tem câmera de vigilância. O ataque durou vários minutos e o cãozinho foi estraçalhado, segundo imagens cedidas pela família.

A dona do animal chegou alterada e nervosa, conforme as imagens mostram. A legislação é clara em afirmar que cães de porte grande devem ser mantidos presos, e quando estiverem em passeio, com focinheira.

A dona do animal pode ser responsabilizada pela situação criada. 

Veja vídeo aqui: