Ao Vivo Água Boa - MT (99,7 FM)

Interativa Playlist Programa: Interativa Playlist
Locutor: Interativa Playlist

Ouça Agora!

(66) 99652-7007

Ao Vivo Querência - MT (97,9 FM)

- Programa: Interativa Playlist
Locutor: -

Ouça Agora!

(66) 98438-0051

Assassinato na Terra Indígena Areões: Justiça Federal acata denúncia e 4 indígenas se tornam réus acusados de assassinato

Atualizada - 18/DEZ

Justiça Federal - Seção em MTCUIABÁ - A Justiça Federal recebeu a denúncia contra quatro indígenas da etnia Xavante, pelo assassinato de outro indígena, ocorrido na noite do dia 10 de março deste ano. Eles são acusados pela morte de um indígena da mesma etnia.
Segundo o Ministério Público Federal (MPF), autor da ação penal, o crime aconteceu na Terra Indígena Areões, localizada no município de Nova Nazaré. Foi pedida a prisão do réu Ary Maraiho, suspeito de ser o responsável por arregimentar o grupo que agrediu a vítima, mas o pedido foi negado pela Justiça Federal.
O MPF recorreu da decisão. Além de Ary Maraiho, também foram denunciados Anderson Siruia, Humberto Sa Eomo Wad Tserehibru Xavante e Jair Simrihu. O MPF destaca que eles são acusados de homicídio qualificado por motivo fútil, com emprego de meios cruéis e que impossibilitaram a defesa da vítima.
Severino Tsaridu Xavante foi espancado até a morte com socos, chutes e golpes de borduna (arma indígena) na presença de seu filho de 17 anos e do irmão da vítima que também foram agredidos para que não defendessem Severino.
As investigações mostraram que, após a morte, os agressores ainda impediram de chegar próximo ao corpo por um tempo, tanto o irmão da vítima como o filho.
O fato está sendo julgado pela Justiça Federal porque o homicídio não teria sido motivado apenas pela interrupção do fluxo na estrada pelo veículo estragado, mas por disputas relacionadas à comercialização ilegal de madeira nas terras indígenas.


======================================

Atualizada dia 15 agosto

 

mpf bgBARRA DO GARÇAS - O Ministério Público Federal (MPF) ofereceu denúncia contra quatro indígenas envolvidos no assassinato de Severino Tsaridu Xavante. O crime ocorreu no dia 10 de março de 2021, no interior da Terra Indígena Areões, localizada no Município de Nova Nazaré (MT).

De acordo com a denúncia, na data dos fatos, Severino foi agredido pelos denunciados e por outros indígenas não identificados, por repetidas vezes, que foram a causa suficiente de sua morte, conforme laudo de necropsia. 

Severino foi morto porque comercializava madeira no interior da T.I. Areões e os denunciados eram contrários à comercialização do item, fato que poderia ser levado ao conhecimento dos órgãos competentes. Contudo, os denunciados o assassinaram, demonstrando elevada desproporcionalidade entre o crime praticado e o motivo.

De acordo com a denúncia, o crime foi praticado por meio cruel, com a vítima sendo agredida repetidas vezes na cabeça. O laudo pericial do corpo de Severino apontou como causa da morte trauma no crânio e face. O crime foi cometido na presença do filho da vítima menor de idade que foi segurado e agredido para não ajudar seu pai.

O procurador da República Everton Pereira Aguiar Araújo, que assina a denúncia, ressalta que o crime foi praticado por meio de recurso que tornou impossível a defesa da vítima. “Severino foi agarrado, arrastado e afastado de seu grupo, derrubado e agredido por mais de dez pessoas, até a morte, sem qualquer chance de defesa”.

Diante disso, o MPF requer o recebimento da denúncia, com a citação dos denunciados para apresentação de defesa, ouvindo-se as testemunhas arroladas e posterior pronúncia e submissão a julgamento pelo tribunal do júri, até final condenação.

Ocorrência - O crime ocorreu no dia 10 de março de 2021, entre às 19h e às 22h, no interior da T.I. Areões, após o automóvel utilizado pela vítima e por mais quatro indígenas ter enguiçado na estrada de acesso para a Aldeia Dois Galhos e outras aldeias vizinhas.

Estando o veículo interrompendo a passagem, Severino e os demais foram abordados por alguns indígenas das Aldeias Pequi e Cachoeira, dentre eles, uma pessoa com inimizade notória com a família da vítima.

Segundo as testemunhas, o inimigo em questão estava alcoolizado e teria dado início à discussão. Após a discussão inicial, ele teria se deslocado de volta até sua aldeia e chamado diversos outros indígenas, que ajudaram nas agressões. As investigações seguem para identificar pelo menos mais quatro envolvidos no crime. (Ascom MPF)

 

=============================

Publicada em 15 de março 2021

Xavante é assassinado na Terra Indígena Areões

NOVA NAZARÉ - A Polícia Federal está investigando a morte de um xavante ocorrido semana passada na Terra Indígena Areões em Nova Nazaré.

No dia 11 de março, um veículo ocupado por 4 pessoas, dois homens e duas mulheres, chegou ao Hospital Municipal de Nova Xavantina. As pessoas comunicaram aos atendentes do Hospital que havia um indígena desmaiado no veículo.

Imediatamente foi prestado socorro ao xavante. Ele apesentava várias lesões no rosto. A esposa e um sobrinho da vítima disseram que o xavante vinha sendo ameaçado de morte.

Os familiares até repassaram os nomes dos índios que ameaçaram o xavante. A vítima fatal é Severino Tsaridu Xavante, 39 anos de idade.

Os pontos de referência apontados no BO da Polícia Civil de Nova Xavantina são as Aldeias Feliz Natal e Dois Paus. Mas isso ainda será investigado pela Polícia Federal de Barra do Garças. Não foram apontados os motivos das ameaças.

Veja mais notícias: