Ao Vivo Água Boa - MT (99,7 FM)

Interativa Playlist Programa: Interativa Playlist
Locutor: Interativa Playlist

Ouça Agora!

(66) 99652-7007

Ao Vivo Querência - MT (97,9 FM)

- Programa: Interativa Playlist
Locutor: -

Ouça Agora!

(66) 98438-0051

Autor de feminicídio ocorrido em Ribeirão Cascalheira é preso no interior do Pará

ELDORADO DOS CARAJÁS/PA - O autor do feminicídio que vitimou Nayara Rodrigues Azevedo, ocorrido em março deste ano, na região rural de Ribeirão Cascalheira, no nordeste do esta do, foi preso nesta quinta-feira (18.11), no interior do Pará.E.C.P.F., de 28 anos, foi preso pela Polícia Civil do município de Eldorado dos Carajás, após troca de informações entre a Delegacia de Ribeirão Cascalheira e policiais civis do estado vizinho.

Depois de diversas diligências, a equipe de investigação de Ribeirão Cascalheira conseguiu descobrir o paradeiro do autor do feminicídio, que estava com a prisão decretada pela Justiça de Mato Grosso. As informações foram repassadas aos policiais civis paraenses, que cumpriram o mandado na tarde de hoje.

O corpo de Nayara, de 23 anos, foi encontrado no dia 29 de março deste ano, em uma residência de um assentamento na zona rural de Ribeirão Cascalheira. A vítima foi alvejada com disparos de arma de fogo e golpes e o estado do corpo indicava que ela havia sido morta há pelo menos três dias.

Conforme o boletim de ocorrência inicialmente registrado, a mãe do suspeito do crime acionou a Polícia Militar e disse que há três dias não via o filho e a nora, ambos moradores de Querência. Na manhã do dia 29 de março, a mulher foi até a residência que o casal utilizava para passar finais de semana a lazer e fica próxima à casa dela, e disse que sentiu mau cheiro no local. Segundo ela, seguiu até casa e notou que a chave estava na porta e, ao entrar, sentiu um cheiro forte e acionou a polícia.

Dentro da casa, os policiais miilitares encontraram marcas de sangue no piso da cozinha. No quarto, em cima da cama, estavam duas armas e no chão, o corpo da vítima já em estado de decomposição.

A equipe da Polícia Civil foi acionada e iniciou a apuração do crime. De acordo com o delegado Sérgio Luís Henrique, inicialmente, a mãe do suspeito se mostrou desesperada e declarou à Polícia Civil que o filho podia ter sido sequestrado. Na semana seguinte ao crime, a mulher mudou a informação dada anteriormente aos policiais civis e disse que o filho tinha ido ao estado de Goiás para comprar gado.

Diante das informações coletadas que apontavam para a autoria do crime, o delegado representou pela prisão do suspeito, que foi deferida pelo juízo da comarca local. No decorrer da investigação, os investigadores obtiveram mais informações que indicaram o suspeito como o autor do feminicídio. Posteriormente, o autor do crime será recambiado a Mato Grosso. (Ascom)

Veja mais notícias: