0
0
0
s2sdefault

CUIABÁ - O Secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, admitiu, nesta terça-feira, que já começa a falta de leitos de UTI em Mato Grosso para atender pacientes infectados pelo coronavírus. Ele disse também que o sistema de saúde deve entrar em colapso ainda em junho.

"Nas últimas semanas os casos de covid-19 se multiplicaram no estado, infelizmente a situação vai piorar e não teremos leitos para casos graves, pois já há um colapso nos hospitais Santa Casa, de Cuiabá e Metropolitano, de Várzea Grande”, alertou Figueiredo. O secretário defendeu a adoção de medidas mais rigorosas para conter o avanço da doença.

“Vai faltar leito sim, não adianta enganar a população. Fizemos e estamos fazendo tudo para reduzir essa deficiência, mas essa deficiência vai acontecer e não vai precisar chegar em julho, vai ser agora em junho mesmo. A situação é grave e por isso exige medidas mais rígidas”, afirmou Gilberto Figueiredo.

Ele fez duras críticas à liberação de bares e restaurantes que voltaram a funcionar em Cuiabá esta semana. “No momento que tinha um caso fecha tudo, agora que está crescendo abre tudo? Não dá! ”, lamentou Figueiredo. 

O secretário também aproveitou para pedir a conscientização da população e voltou a criticar as pessoas que estão fazendo “festinhas” e promovendo aglomeração. “Se você está indo para festa, shopping, reunião, é importante que saiba que você pode contrair a doença, precisar de leito e não vai ter. Vai faltar leito de UTI”, concluiu Gilberto Figueiredo.  (Sapicuá Rádio News)

Veja Também