• Anuncie
  • Brasil Escolar

0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 25 JULHO 2019

 

ÁGUA BOA – De janeiro a junho, foram registrados 62 casos de dengue.

A informação é da coordenadora da Vigilância em Saúde, Odeny Pérego. No ano passado, tinham sido apenas 20 casos, significando um aumento de 210% no comparativo anual.

Já em 2.017, foram apenas 27 casos de dengue. Nesse ano, a febre Chikungunya e o zika vírus não tiveram casos confirmados, repetindo o que já ocorreu em 2.018.

Em 2.017, tinham sido 8 casos de Chikungunya e apenas um de zika vírus.

Também foram notificados 4 casos de H1N1 em 2.019.

A população precisa continuar atenta no combate ao mosquito transmissor de doenças, o aedes aegypti. Evite água parada.

 

================================== 

 

ATUALIZADA DIA 13 MAIO 2019

 

ÁGUA BOA – A Vigilância em Saúde notificou em abril, 85 casos de dengue com 15 doentes confirmados.Odeny Pérego

A informação é da coordenadora do órgão. No ano, já somam 185 notificações com 38 casos confirmados.

Odeny Pérego salienta que não foram notificados casos de zika vírus nem febre Chikungunya em abril. Nesse ano, foram 10 notificações para Zika vírus, mas nenhum caso confirmado.

A febre Chikungunya não teve notificação em 2.019. Também foram notificados 4 casos de H1N1. Dois casos foram confirmados para Influenza e outros dois ainda estão sob investigação.

 

=================================== 

 Publicado em março 2019

ÁGUA BOA – Nesse ano as doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti não chegam a preocupar a população.

Não foram ainda registrados casos confirmados de zika vírus nem da febre Chikungunya. Porém, foram notificados 11 casos de dengue em 2.019. Um caso foi notificado como dengue clássica com complicações.

Tanto que a pessoa foi internada em UTI em Goiânia. Para evitar tais doenças, a única forma é combater o mosquito transmissor, o aedes aegypti. A saída é evitar água parada onde o mosquito pode se procriar.

Ao mesmo tempo, as autoridades seguem investigando um caso suspeito de H1N1 que acometeu um água-boense. Trata-se de um vírus cujos sintomas são semelhantes aos da gripe.

O quadro evoluiu para grave e o paciente foi a óbito recentemente em Goiânia. Este caso ainda está sob investigação, informou Odeny Pérego, Coordenadora da Vigilância em Saúde.