• Anuncie
  • Brasil Escolar

0
0
0
s2sdefault

QUERÊNCIA – Na última semana, cerca de 25 profissionais da área da saúde municipal receberam um curso de capacitação em resgate. O curso foi ministrado pelos soldados T. Machado e Barichello, do Corpo de Bombeiros de Nova Xavantina.

O Estágio de Capacitação (ECS) do socorrista teve início na segunda-feira (10) e foi até a sexta-feira (14), totalizando 48 horas de curso.

Técnicos de enfermagem, enfermeiros e motoristas de ambulância do município receberam treinamentos teóricos e práticos em técnicas de imobilização, manobras e manejos com o paciente, posicionamento em prancha rígida, posicionamento de colar cervical, entre outras técnicas para atender as mais variadas demandas que possam surgir, como acidentes de trânsito, acidentes domésticos, acidentes com animais peçonhentos, convulsões, enfim, todos os serviços de urgência e emergência.

A secretária municipal de saúde, Lubiane Boer, informou que outra etapa deste curso de capacitação em resgate deve ser realizada no mês de agosto, onde mais 25 profissionais devem passar pelo treinamento. “Nós dividimos o ECS em dois grupos, para que os servidores que trabalham no hospital, os servidores que atuam nos assentamentos sejam capacitados para atender melhor nossa população.”

Lubiane destacou que é de extrema importância que os profissionais da saúde recebam essa atualização e capacitação, uma vez que o município não conta com SAMU e nem com Corpo de Bombeiros, para assim, minimizar os riscos e atender da melhor forma as vítimas.

A última etapa do treinamento aconteceu na sexta-feira (14), com a simulação de resgate em um acidente de trânsito. A cena chamou a atenção de quem passava pela avenida.

O Soldado T. Machado, coordenador do ECS reforçou a importância deste treinamento. “A gente coloca a equipe de socorro, a equipe de saúde da secretaria especializada em prestar atendimento às vítimas de acidentes, casos clínicos, mau súbitos que ocorram na região. Nós capacitamos os profissionais da saúde como socorristas para prestar esse tipo de atendimento. Na área da saúde, do atendimento pré-hospitalar, cada segundo conta”, destacou o soldado.

 

Veja Também