0
0
0
s2sdefault

 ATUALIZADA DIA 16 MAIO 2020

Coronavirus AbcReporter

BRASÍLIA - No 6° lugar do Ranking dos países com mais mortes está o Brasil, com números que chegam a 14.817 e 218.233 casos confirmados, em 24 horas foram mais de 824 mortes e mais de 15.305 casos incluídos no balanço.

Apenas 5 cidades  das154 com mais de 200 mil habitantes do Brasil registraram mortes pelo novo coronavirus até sexta-feira (15) são: Colombo (PR), Ipatinga (MG), Pelotas (RS), Ponta Grossa (PR) e Ribeirão da Neves (MG).

Nos Estados Unidos são 1,4 milhão de infectados e 84,9 mil mortes, na Rússia 272 mil infectados e 2,3 mil mortes, Espanha 230 mil casos registrando 102 novas mortes nas ultimas 24 horas.

Chega a 300 mil o número de mortes por coronavírus no mundo, já foram registradas 300.074 mortes desde a primeira confirmação.

Os estados com maior número de casos confirmados e óbitos são: São Paulo tem 58.378 casos e 4.501 mortes, Rio de Janeiro com 19.987 casos e 2.438 mortes, Pernambuco com 16.209 casos e 1.381 mortes, Maranhão, Pará, Ceará e Amazonas já passam dos 10 mil casos confirmados.

No Mato Grosso, o Governo do Estado confirmou ontem 792 casos, sendo que 63 pacientes estão internados, 396 em isolamento domiciliar, 26 casos fatais e 307 se recuperaram.  (Com informações de G1 e SES-MT)

 

 

=======================================================

ATUALIZADA 04 ABRIL

 coronaBRASÍLIA - No Brasil as secretarias estaduais de saúde divulgaram, neste sábado (04/04), 9.216 casos confirmados do novo coronavírus (COVID-19). Com 365 mortes pela doença, apenas três estados ainda não registram mortes: Acre, Amapá e Tocantins.

Os números de casos nos estados são: Rio de Janeiro 1.074 casos e 47 fatais, São Paulo 4.048 casos confirmados e 219 mortes, Roraima registrou a primeira morte pelo vírus na tarde de sexta-feira (03/04), Rio Grande do Sul confirmou a sexta morte, Bahia contabiliza seis mortes, Ceará 658 casos e 22 mortes, Amazonas 260 casos e 7 mortes.

Também aumentou o número de infectados no Amapá, na Paraíba, em Mato Grosso do Sul, no Pará e no Rio Grande do Sul. No Mato Grosso, o Governo do Estado confirmou ontem (03/04) que os números de casos subiram para 44, sendo que 13 pacientes estão hospitalizados, e um veio a óbito.

Os números de casos confirmados por coronavírus (COVID-19) tem aumentado ao redor do mundo, marcando novos recordes.

Os Estados Unidos registraram 1.480 mortes por coronavirus em um dia (entre quinta e sexta-feira às 20:30h  locais), com isso o número total de mortes no país desde o início da pandemia chega a 7.406. No Reino Unido, 684 mortes nas últimas 24 horas, são 3.605 mortes no total, na Áustria soma 5.548 casos confirmados da doença sendo 198 nas últimas 24 horas, na Espanha 124.736 casos sendo 11.744 mortes. 

(Com informações de G1 e SES-MT)

=================================================== 

Primeira morte por coronavírus em Lucas do Rio Verde, MT

ATUALIZADA DIA 03 ABRIL 2020 

LUCAS DO RIO VERDE – Lucas do Rio Verde (65.534 habitantes), no Nortão, registra o primeiro caso de morte por coronavírus em Mato Grosso.

Segundo a prefeitura da cidade, trata-se de um comerciante de 54 anos, hipertenso e diabético, que morreu na madrugada de hoje, sexta-feira, 4/04, naquela cidade.

A vítima estava internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Lucas, naquela cidade.

 

 ================================= 

Governo/MT atualiza casos de coronavírus - 41 casos confirmados e 9 em UTIs

ATUALIZADA 02 ABRIL

 bol 02 abr aCUIABÁ - O Governo do Estado confirmou hoje, 02 de abril, 41 casos por coronavírus em Mato Grosso, sendo que 14 pacientes estão hospitalizados.

Ao menos 9 doentes foram confirmados como curados após a contaminação por Covid-19. Não há óbitos confirmados. Outras 297 pessoas foram diangosticadas com Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Entraram para o rol de cidades afetadas pelo coronavírus, Tangará da Serra (02) Sinop (3) e Lucas do Rio Verde (01 caso confirmado). Antes, havia doentes em Cuiabá (25) Rondonópolis (5), Várzea Grande (4) e Nova monte Verde (01 caso).

Sexos - 54% dos doentes são do sexo feminino e 46% do masculino. A média de idade dos infectados é de 43 anos.

Nove (09) pacientes estão internados em UTI, e outros 5 em enfermaria. 27 pacientes não necessitam de internação. 

A Secretaria Estadual da Saúde segue recomendando que as pessoas mantenham isolamento social e perfeitas condições de higiene.

VEJA BOLETINS DE HOJE: 

 

================================= 

ATUALIZADA DIA 01 ABR 2020 

covid 1CUIABÁ - O Governo do Estado por meio da Secretaria Estadual de Saúde atualizou agora a pouco, o número de casos confirmados de coronavírus em Mato Grosso. 

São 25 casos confirmados para Covid-19 com m8 pessoas hospializadas. São 263 pessoas diagnosticadas com problemas respiratórios, e um caso de Covid19 evoluiu para cura.

Não há nenhum óbito pelo coronavírus. POr enquanto, os casos da doença estão restritos a Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Nova Monte Verde.

Dos casos confirmados para coronavírus, 4 estão internados em UTIs e outros 4 em enfermarias. Existem 19 pessoas hoje, intenadas em UTIs com suspeita de coronavírus.

Outras 29 pessoas suspeitas para coronavírus internadas em quartos de enfermaria de hospitais em Mato Grosso. 

============================= 

 ATUALIZADA DIA 31 MAR 2020 

corona 31 mar aCUIABÁ – A Secretaria Estadual da Saúde emitiu ontem boletim de casos notificados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), a qual inclui a Covid19 bem como outros tipos de Influenza.

Pessoas hospitalizados com SRAG são monitoradas diariamente nos hospitais, para identificar e tratar corretamente qualquer caso suspeito de coronavírus. São 210 casos notificados com problemas respiratórios e 18 confirmados para coronavírus.

Do total, 4 pacientes confirmados com Covid-19 estão hospitalizados em Mato Grosso. Dois em UTI e dois em quartos de enfermaria. Nenhum caso ainda foi confirmado como plenamente curado.

A média de idade dos afetados pela doença em Mato Grosso é de 40 anos. Dos casos suspeitos de contaminação por coronavírus, 18 estão internados em UTI e 46 em quartos de enfermaria.

Até 27 de março, 242 pacientes foram analisados e 236 foram descartados para Covid-19.

Pelo menos 68 pessoas com casos confirmados e suspeitos para coronavírus estão internadas, 20 delas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). 

================================= 

 ATUALIZADA DIA 22 MARÇO 2020

 CUIABÁ - Mato Grosso teve oficialmente o primeiro caso de corornavíros reconhecido pelo Governo Estado na noite desta quinta-feira (19.03), após a liberação do resultado do exame de contraprova que foi realizado no Laboratório Central (Lacem-MT). A unidade ligada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), é responsável pela análise de amostras dos casos suspeitos da infecção por coronavírus, conforme estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Nas últimas semanas, a imprensa local divulgou a confirmação de casos positivos para Convid-19 com base nos resultados divulgados por hospitais da rede particular e outras unidades públicas do município. Porém, todas as Notas Informativas divulgadas pela Secretária de Estado de Saúde (SES-MT) mostraram que o Estado continuava sem casos confirmados.

Os casos só podem ser considerados positivos quando o laboratório do hospital (rede pública ou privada) é validado pelo Ministério da Saúde. Quando não há reconhecimento do credenciamento da unidade junto ao órgão de saúde, as amostras coletadas do suposto infectado devem ser encaminhadas para o Lacen-MT, que ficará responsável por repetir o exame.

Somente após a realização de um novo exame é que o resultado será reconhecido oficialmente para ser contabilizado no quadro de monitoramento, seja negativo ou positivo. Esse fluxo foi desenhado na Nota Técnica Nº 02, que também explica como é feita a coleta para o exame laboratorial.

Rede SUS

Na rede do Sistema Único de Saúde (SUS), a orientação da SES é que a pessoa com histórico suspeito e sintomas graves (febre e dificuldades para respirar) procure a unidade básica de saúde mais próxima de sua residência, pois, conforme o Ministério da Saúde, essas são as unidades de saúde porta aberta para os primeiros atendimentos dos casos.

Ao chegar na unidade, o paciente deve narrar, durante a consulta, os sintomas que possui. O profissional médico irá identificar se o caso tem potencial para ser suspeito. Se sim, a unidade irá notificar o caso como suspeito à equipe da Vigilância Epidemiológica Municipal da respectiva cidade.

Depois desse procedimento, o médico solicita a coleta de amostra biológica para exames de Biologia Molecular (RT-PCR), que detecta a presença ou não do vírus SARS COV 2 ou de outros vírus respiratórios. São coletados a amostra de Aspirado nasofaríngeo (ANF), Swabs combinado (Rayon nasal/oral) e a amostra de secreção respiratória inferior (escarro, lavado traqueal ou lavado bronco alveolar).

O Lacen irá analisar o material e se der negativo para outros vírus, como H1N1 e Influenza A, o próprio laboratório do Estado encaminha as amostras para um laboratório de referência nacional, que vai validar o resultado da análise feita pelo Lacen.

As etapas de análise da amostra levam até cinco dias para serem concluídas. Passado esse período, o resultado é lançado no sistema do Ministério, que publica gradativamente, na Plataforma IVIS, a confirmação da infecção pelo novo coronavírus.

Fluxo na rede particular coronavirus

A Vigilância Estadual esclarece que o protocolo para confirmação do vírus em pacientes que optem por procurar o atendimento em uma rede particular não é diferente. Laboratórios particulares que sejam validados pelo Ministério da Saúde têm a autonomia no prosseguimento do diagnóstico.

Já no caso dos laboratórios particulares que não são validados pelo Ministério, as amostras serão divididas, aliquotadas. Uma será analisada na própria unidade privada e a outra é enviada ao Lacen, que analisará o material e enviará, assim como nos casos suspeitos atendidos pela rede pública, para o laboratório de referência nacional – que é responsável pela validação do resultado. (Ascom) 

==================================== 

Publicado em 19 março

BARRA DO GARÇAS - Um caso suspeito de coronavírus está sob investigação no município de Barra do Garças.

A Secretária de Saúde, Clenia Monteiro Silva Ibrahim informou à imprensa que a paciente procurou a UPA com suspeita de dengue. Após exames aprofundados, surgiu ainda a suspeita para coronavírus.

Coleta de material foi enviada para o Laboratório Central de Cuiabá. Aguarda-se o retorno para o prazo de 48 horas.