0
0
0
s2sdefault

coronavirusCUIABÁ - Um bebê de 8 meses que morreu vítima da Covid-19, dia 11 de maio em Mato Grosso, é um menino, indígena da etnia Xavante, e morava em uma aldeia na Terra Indígena Marãiwatsédé, município de Alto Boa Vista.

O óbito só entrou no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES) ontem, quando o exame ficou pronto e o laudo apontou que ele estava com a doença. O óbito se deu por um conjunto de sintomas e principalmente falta de ar;.

A criança já chegou ao Hospital Regional Paulo Alemão de Água Boa em estado crítico. De acordo com a Funai, serão feitos procedimentos de controle do contágio na aldeia em que o bebê morava e em toda a TI, uma área extensa de 165 mil hectares, onde vivem 781 pessoas, em 8 aldeias.

A Funai afirma que os parentes da criança serão submetidos a teste, mas a mãe não apresenta sintomas. A Terra Indígena Marãiwatsédé é bastante conhecida por ter sido palco de disputa entre indígenas e não-índios que foram despejados do local.

Veja Também