Ao Vivo Água Boa - MT (99,7 FM)

Interativa Playlist Programa: Interativa Playlist
Locutor: Interativa Playlist

Ouça Agora!

(66) 99652-7007

Ao Vivo Querência - MT (97,9 FM)

- Programa: Interativa Playlist
Locutor: -

Ouça Agora!

(66) 98438-0051
  • Sicredi
  • Thor
  • Anuncie

Criança que contraiu dengue recebe alta de UTI

Atualizada dia 30 abril 17hs

 

CÁCERES - Acaba de ganhar alta da UTI do Hospital Regional de Cáceres, a garotinha de 6 meses de Água Boa. A neném ficará na enfermaria para observação.

Silvana Hebrle e Ezequiel Bissoloti, pais da menina, disseram que a menina ficou doente e só depois de 12 dias, os médicos deram diagnóstico para dengue grave.

A garotinha foi transferida para Cáceres dia 13 de abril, onde abriu vaga em UTI. O quadro dela era grave, mas após vários dias, a criança conseguiu reagir positivamente aos medicamentos.

A família agradeceu pelas orações da comunidade.

 

========================

Atualizada dia 26 abril

 

CÁCERES – Segue internada na UTI do Hospital Regional de Cáceres, a nenê de 6 meses filha do casal Silvana Hebrle e Ezequiel Bissolotti de Água Boa. O quadro é grave, mas estável.

A criança adoeceu em Água Boa, mas mesmo consultando com vários médicos, somente depois de 12 dias, foi descoberto que ela contraiu dengue com quadro grave.

A situação evoluiu para dengue hemorrágica. No dia 13 de abril, a nenê conseguiu vaga na UTI de Cáceres.

Silvana disse que hoje a filha reage bem ao tratamento, mas afirma que Deus fez um milagre. Os pais contam que jamais perderam a fé mesmo com medo da situação.

A preocupação dos pais também é com a situação da proliferação do mosquito da dengue em Água Boa.

 

=========================

Atualizada dia 16 abril

 

CÁCERES – Criança com dengue grave segue internada na UTI do Hospital Regional de Cáceres.

Segundo boletim médico liberado ontem à noite pelo hospital, a criança apresentou sinais de melhora. Nos próximos dias a recuperação da nenê deve melhorar.

Seu quadro é grave, mas estável. A criança de 6 meses é filha do casal Silvana e Ezequiel, moradores de Água Boa.

Depois que a criança foi diagnosticada com dengue grave, ela necessitou de UTI, cuja vaga abriu somente no Hospital Regional de Cáceres.

A família agradeceu pelas orações que vem recebendo da sociedade água-boense.

 

========================

Atualizada dia 15 abril

 

CÁCERES – Uma criança de 6 meses que contraiu dengue hemorrágica em Água Boa segue internada em estado grave na UTI do Hospital Regional de Cáceres.

Segundo a mãe da nenê, Silvana Hebrle, a criança ficou doente e foi levada para vários médicos, mas foi considerado algo normal para a idade dela.

Foram 12 dias de angústia entre idas e vindas de vários médicos. A última consulta foi particular, mas o médico disse se tratar de gripe.

Quando a criança piorou, foi levada ao Hospital Regional e após pedido dos pais, foi feito exame constatando o quadro avançado de dengue.

Depois disso, foram horas de luta até conseguir uma vaga de UTI em Cáceres.

Hoje, Silvana disse que o quadro da nenê é grave mas foi estabilizado graças à medicação adequada. Silvana alerta a população que no bairro onde mora, no centro, há dias que apareceram bandos de mosquitos, infectando a criança com dengue que evoluiu para um quadro grave.

 

============================

Criança com dengue hemorrágica foi transferida para a UTI de Cáceres/MT (14/04/2021)


aedesÁGUA BOA – Uma criança com dengue hemorrágica foi transferida ontem à tarde, para a UTI o Hospital de Cáceres/MT.

Um avião UTI fez o transporte da criança que estava em estado gravíssimo. Segundo familiares, trata-se da pequena Rafaella Hebrle Bissolotti, filha de Eziquiel Bissolotti e Silvana Hebrle.

Após empenho de médicos e autoridades políticas, e de muita angústia dos familiares, abriu uma vaga na UTI de Cáceres. A criança com dengue hemorrágica necessita de tratamento especializado.

Os familiares alertam que o mosquito Aedes Aegypti é o transmissor da dengue, da zika e da chikungunya. A população precisa voltar a vigiar os locais com água parada, para evitar a proliferação do inseto.

Veja mais notícias: