Água Boa - MT (99,7 FM)

Interativa Playlist Interativa Playlist
Interativa Playlist

Ouça Agora!

(66) 99652-7007

Querência - MT (97,9 FM)

- Interativa Playlist
-

Ouça Agora!

(66) 98438-0051

Ribeirão Cascalheira - MT (103,1 FM)



Obesidade infantil: consumo de alimentos ultraprocessados compromete a saúde de crianças e adolescentes

Este mês é direcionado a conscientização e prevenção à Obesidade Infantil, uma condição que tem crescido de maneira alarmante nos últimos anos. Em uma pesquisa realizada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) estima-se que, em 2025, o número de crianças obesas no mundo chegue a 75 milhões.

A correria do dia a dia favorece uma alimentação de baixa qualidade com o consumo de alimentos pré-prontos ou ultraprocessados. De acordo com a médica endocrinologista e professora do curso de Medicina da Unic, Ana Flávia Fiacadori, uma dieta a base de salgadinhos, bebidas açucaradas, macarrão instantâneo, embutidos e refrigerantes, associado ao sedentarismo, sendo, os principais passos para a obesidade infantil.

Se nada for feito, a possibilidade de reverter essa situação no Brasil cai para 2% e, até 2030, o país ocupará a 5ª posição do ranking com mais crianças e adolescentes com obesidade, segundo o Atlas Mundial da Obesidade. Alguns especialistas já levantam a hipótese de que a geração atual de crianças pode ser a primeira a viver menos que seus próprios pais, por causa do estilo de vida e doenças associadas a obesidade que elevam a mortalidade.

“A obesidade infantil é ocasionada por fatores que podem ocorrer ainda na gestação ou ainda resultado de uma série de fatores genéticos e comportamentais, que atuam nos contextos familiar, escolar e social”, destaca a especialista.

Mudando o hábito

Trabalhar hábitos saudáveis dentro de casa não é tão simples, requer persistência e desistir no primeiro ‘não quero’ ou ‘não gosto’ está fora de cogitação. O primeiro passo é substituir alimentos ultraprocessados, que contêm na formulação cinco ou mais ingredientes predominantemente artificiais, por mais frutas, verduras e legumes.

Em seguida, aumentar atividade física da criança incentivando práticas esportivas, brincadeiras ao ar livre, assim as crianças podem se divertir enquanto o corpo se movimenta. Segundo a OMS, é recomendado que adolescentes cumpram 60 minutos de atividade física diariamente, porém mais de 80% não cumprem esse objetivo. “É inevitável observarmos como a geração atual troca brincadeiras estimulantes com práticas físicas por atividades que promovem o sedentarismo, passando horas em frente às telas de televisão, celulares e computadores”, completa a endocrinologista.

Por isso, como parte da prevenção da obesidade infantil é indicado a redução do tempo de tela. A Academia Americana de Pediatria recomenda a que crianças entre 2 e 5 anos sejam limitadas a uma hora de tela por dia. Os limites devem aumentar proporcionalmente para crianças mais velhas.

Ana Fiacadori ressalta que obesidade é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças como diabetes, AVC, hipertensão, câncer, doenças cardiovasculares, transtornos alimentares e dificuldades respiratórias, por isso, o público mirim merece atenção redobrada. “É importante que os responsáveis busquem por um especialista, pois obesidade é uma doença crônica, e o tratamento deve ser individualizado e iniciado o quanto antes”, conclui.

UNIC    

Fundada em 1988, a Unic foi a primeira instituição privada de ensino superior no Mato Grosso e é uma das universidades mais conhecidas e tradicionais da região, tendo formado milhares de alunos nos cursos presencias e a distância. Com unidades em várias cidades do estado e representatividade em diversos campos de atuação, a instituição oferece cursos de extensão, graduação, pós-graduação lato sensu, além de programas de mestrado e doutorado.    

De portas abertas para a comunidade, a instituição presta inúmeros serviços à população por meio das Clínicas-Escola na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Unic oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais.  

Em 2010, a Unic passou a integrar a Kroton. Para mais informações, acesse o site. 

Sobre a KrotonMed

A KrotonMed é a unidade de negócio da Kroton voltada para a Medicina. Criada em 2021, a KrotonMed possui mais de 3 mil alunos matriculados no curso de Medicina em 6 instituições de ensino superior: Unic, no Mato Grosso; Uniderp, no Mato Grosso do Sul; Unime Lauro de Freitas e Pitágoras Eunápolis, na Bahia; e Pitágoras Codó e Bacabal, no Maranhão. A KrotonMed possui mais de 7 mil alunos em cursos de Saúde Presencial, mais de 18 mil alunos em outros cursos presenciais de alto valor agregado. Os cursos recebem investimentos constantes para aprimoramento da infraestrutura, que inclui laboratórios e ferramentas que utilizam as mais avançadas tecnologias voltadas ao ensino da Medicina. As instituições possuem parceria com clínicas e hospitais que atendem a população, possibilitando ao aluno acesso a um alto nível de educação que reúne teoria e prática e uma preparação eficiente para sua inserção no mercado de trabalho. (Ascom)

Veja mais notícias: